Nova espécie de morcego é descoberta no Oeste da África

Um grupo liderado por cientistas do Museu Americano de História Natural e pela Conservação Internacional de Morcegos descobriu uma nova espécie de morcego laranja e preto nas Montanhas Nimba, na Guiné, país da África Ocidental. A espécie — batizada de Myotis nimbaensis — foi descrita em um artigo publicado na última quarta-feira (13), na revista American Museum Novitates.

“Em uma era de extinção, uma descoberta como essa oferece um vislumbre de esperança”, disse, em nota, Winifred Frick, cientista-chefe da Conservação Internacional de Morcegos e professor da Universidade da Califórnia em Santa Cruz, nos Estados Unidos. “É um animal espetacular. Ele tem esse pelo laranja brilhante, e por ser tão distinto, isso nos levou a perceber que não havia sido descrito antes. Descobrir um novo mamífero é raro.”

Desde 2018, os pesquisadores estudam nas Montanhas de Nimba, explorando as cavernas naturais e túneis de mineração, conhecidos como adits, que foram construídos nas décadas de 1970 e 1980 e que hoje estão tomados por morcegos. A intenção é entender quais espécies usam os adits e em que época do ano.

Por meio de dados morfológicos, morfométricos, de ecolocalização e genéticos, incluindo análises comparativas de coleções de museus, os cientistas chamaram batizaram a nova espécie em homenagem à cordilheira onde foi encontrada.

“Além do morcego de folha redonda do Lamotte, é possível que Myotis nimbaensis seja a segunda espécie de morcego encontrada apenas nesta cordilheira em particular”, afirmou Jon Flanders, diretor da Conservação Internacional de Morcegos.