No primeiro semestre, vereadores apresentaram mais de 11 mil indicações e aprovaram quase 200 projetos

Balanço do primeiro semestre de trabalhos legislativos, lido durante a sessão desta quinta-feira (15), mostra que os vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande apresentaram mais de 11 mil indicações e aprovaram quase 200 projetos. No período, foram realizadas 36 sessões ordinárias, com 14 representantes da sociedade civil organizada utilizando a Tribuna, e outras 14 audiências públicas.

“Apesar de enfrentarmos juntos com a população de Campo Grande um período muito difícil devido a pandemia de Covid-19, o balanço do primeiro semestre de atuação do Poder Legislativo Municipal demonstra nossos esforços conjuntos para vencermos a crise e avançarmos nos setores fundamentais para nossa gente”, disse o presidente da Casa, vereador Carlos Augusto Borges, o Carlão.

De proposição dos vereadores, foram aprovados 36 projetos de lei, 84 projetos de decretos legislativos e outros quatro de resolução. De iniciativa da Prefeitura, foram 60 projetos de lei e seis de lei complementar. No total, 190 proposições passaram pelo crivo da Casa.

Foram, ainda, quatro requerimentos escritos, 28 ofícios recebidos da Prefeitura e outros 148 de diversos órgãos e pessoas físicas. A Casa também expediu 1.356 ofícios.

“Aprovamos inúmeros projetos necessários tanto de nossa autoria, quanto os do Executivo encaminhados para esta Casa. Fiscalizamos e acompanhamos de perto a atuação do Executivo, cumprindo nosso papel de caixa de ressonância da sociedade”, frisou, falando sobre os projetos levar, novamente, a Câmara aos bairros.

“Agora, queremos superar esse momento de pandemia para colocar em prática nosso projeto de popularizar a Câmara, levando a Casa do Povo de volta aos bairros. Também é preciso destacar a união entre os poderes para chegarmos até aqui. Tanto a Prefeitura, o Governo do Estado e nossa bancada federal. Juntos aos 29 vereadores desta Casa, somamos esforços pelos campo-grandenses”, finalizou.