Modelo diz ser filmada por câmera escondia durante troca de roupa em ensaio fotográfico em MS

A modelo campo-grandense Kellyne Siqueira, de 29 anos, procurou a Polícia Civil, na segunda-feira (6), para denunciar o dono de uma agência de modelos contra assédio. Segundo ela, o responsável pela empresa, que também atua como fotógrafo, mantinha a câmera de um notebook ligada e posicionada para o local onde trocas de roupas eram realizadas.

Em seu perfil oficial nas redes sociais, a modelo, com mais de 10 anos de profissão, e que mantinha parceria com a agência denunciada há pelo menos seis, detalhou o flagrante.

“Para entenderem, tem o escritório da agência, tem uma porta com trinco e o estúdio onde a gente faz as fotos e também se troca. Fiz várias trocas de roupa, tirei várias fotos. Observei um detalhe, tinha um notebook ali, perto de onde a gente troca de roupas. Ele estava ligado, tocando música, até aí ok, a gente sempre toca durante ensaio. Daí eu observei um detalhe, do lado da câmera, tinha uma luz verde ligada, desconfiei na hora”.

FontePor G1