Militar do Exército se fere gravemente em perseguição a garimpeiros na Terra Yanomami

Um cabo do Exército se feriu gravemente nas costas durante uma perseguição a garimpeiros no rio Uraricoera, região da Terra Indígena Yanomami, em Roraima, na noite desse sábado (11). Além dele, um soldado também se feriu no rosto.

A assessoria da 1ª Brigada de Infantaria de Selva informou neste domingo (12) que a confusão ocorreu quando três embarcações com garimpeiros tentavam subir o rio sem passar pelo posto de fiscalização do Exército.

Na tentativa de abordá-los, dois barcos com militares seguiram as embarcações. No entanto, conforme o Exército, os garimpeiros aceleraram e bateram de maneira intencional contra os barcos da fiscalização.

“Além do choque [contra os barcos], os garimpeiros que tripulavam as embarcações utilizaram-se de varas de madeira, normalmente usadas para o controle da ancoragem e verificação da profundidade na navegação, para atingir os militares que faziam a abordagem”, informou em nota o Exército.

Com a batida entre os barcos, o cabo caiu na água e bateu na hélice do motor de popa dos garimpeiros. De acordo com o Exército, ele sofreu uma grave perfuração e diversos cortes nas costas. Um soldado teve o rosto atingido e também caiu na água.

Após o episódio, outros militares tiveram de socorrer as vítimas e os garimpeiros fugiram. Os dois militares foram medicados ainda na região e depois foram transportados de helicóptero a Boa Vista, onde estão sob cuidados médicos.