MCTIC reúne empresas parceiras da CEITEC em soluções digitais

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações substituto, Júlio Semeghini, reuniu-se nesta quarta-feira (30) com o presidente da CEITEC, Paulo de Tarso Luna, e representantes de empresas parceiras que utilizam soluções digitais. O objetivo da reunião foi avaliar o papel da CEITEC na modernização de cadeias produtivas e setores relacionados ao mercado de soluções inovadoras baseadas em semicondutores e microeletrônica, e dialogar com o setor produtivo sobre oportunidades de melhorias na estratégia da empresa. Vinculada ao MCTIC, a CEITEC é uma empresa pública que atua no desenvolvimento, fabricação e comercialização de chips nacionais, ofertando dispositivos usados, dentre outras aplicações, para logística; identificação patrimonial; pagamento automático de veículos em postos de pedágio e estacionamentos; e até para identificação de animais, para a garantia de qualidade e controle sanitário;

“Quero ressaltar o papel da CEITEC no desenvolvimento de novas tecnologias, elevando a competitividade de setores estratégicos para a economia brasileira”, afirmou Semeghini na reunião.

O presidente da empresa, Paulo de Tarso Luna, ressaltou que é preciso compartilhar uma visão de futuro conjunta. “A produção da CEITEC envolve uma série de parceiros e fornecedores nacionais e internacionais, dos quais a empresa é o elo de desenvolvimento desse setor no Brasil. Acredito que a CEITEC pode ser uma catalisadora de novos negócios”, afirmou Luna.

Na reunião, foram avaliados o mercado de soluções digitais e oportunidades de negócios para a CEITEC. De acordo com o presidente da Q-Free, Gino Olivato, 600 mil dispositivos com chip CEITEC para pagamento automático de pedágios e estacionamentos foram instalados em veículos desde agosto de 2016. “Mas é preciso ir além do pedágio e dar outro passo na área de mobilidade urbana”, avaliou.

Já o diretor-presidente da CCRR, Marcio Muniz, considerou como prioritários os setores com alta de demanda de soluções digitais, como saúde, agronegócio e têxtil. “E o desenvolvimento da Internet das Coisas é só a ponta do iceberg”, disse.

Outra oportunidade de negócio apontada pelo vice-presidente da Valid, Adriano Franki, está no setor de soluções de segurança digital para meios de pagamento.

O presidente da CEITEC, Paulo de Tarso Luna, acrescentou que há espaço para aumentar a participação da empresa nos mercados de chip para passaporte, controle logístico e identificação de veículos. Para ele, a CEITEC deve contribuir para que a sociedade se aproprie dos benefícios das soluções inovadoras. “A CEITEC pode ajudar a destravar o mercado, ser o motor de arranque de alguns setores e corrigir falhas de mercado”, ressaltou.

Por fim, as empresas participantes apresentaram um agradecimento pela iniciativa da abertura de canal de diálogo pelo Ministério, nesta área que é estratégica para os altos interesses nacionais e destacaram o importante papel que a CEITEC tem desempenhado, em especial no desenvolvimento de produtos que atendem as peculiaridades do país, com a velocidade, segurança e qualidade necessárias.