Mato Grosso do Sul registra 9 casos suspeitos de reinfecção por Covid-19

Relatórios e exames de pacientes que testaram positivo pela 2ª vez foram enviados para investigação pelo Ministério da Saúde

Morador de Campo Grande faz teste rápido da Covid-19. (Foto: Henrique Kawaminami)

Em Mato Grosso do Sul, 9 pessoas voltaram a testar positivo para coronavírus depois de já recuperadas da Covid-19, 3 já tiveram amostras repassadas ao laboratório de referência nacional para análise genética, mas todas são investigadas pelo Ministério da Saúde, conforme protocolo estabelecido.

“Até a presente data, seguindo os fluxos pré-estabelecidos pelo Ministério da Saúde, não houve nenhum retorno dos especialistas”, informa a SES.

De acordo com os registros, os pacientes sob suspeita de reinfecção voltaram a apresentar sintomas e tiveram o teste positivo com a média 3 meses de intervalo entre os exames.

Segundo a Secretaria, quando surge uma suspeita do tipo, primeiro os laudos são encaminhamos para análise dos infectologistas de referência da SES. Depois, é verificado se existe amostra do paciente no Lacen (Laboratório Central) para envio ao laboratório referência. Por último, os relatórios completos e resultados dos exames realizados vão para o Ministério que emite parecer.

No Brasil, ainda não há de reinfecção comprovada. Só em São Paulo, o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP investiga atualmente 40 suspeitas. No mundo, já são 5 pacientes confirmados com Covid pela 2ª vez, na Bélgica, Holanda, Hong Kong, Equado e o último nos Estados Unidos.

Segundo especialistas, a reinfecção pelo novo coronavírus é uma das possibilidades que podem explicar os sintomas e testes de diagnósticos positivos duas vezes seguidas, mas também pode ser outra doença que se manifesta ainda com fragmentos inativos do coronavírus no organismo, após a primeira infecção, e que acabam indicando positivo novamente. Por isso a análise genética é o último passo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui