Marcos Braz, do Flamengo: “Se ganhar, temporada será muito boa. Se perder, não dá para achar que tudo foi tragédia”

A final da Libertadores, sábado, contra o Palmeiras, no Uruguai, é o jogo mais importante da temporada para o Flamengo e terá o peso de determinar o rumo do clube. Se for campeão, vive dias tranquilos e inclui em seu calendário um Mundial de Clubes, em fevereiro. Mas qual efeito teria uma eventual derrota?

O ânimo da torcida com o técnico Renato Gaúcho também está ligado ao que acontecer no estádio Centenário. O vice de futebol Marcos Braz considera que serão necessários ajustes dentro do departamento, mas não acredita em “céu ou inferno”.

– É o tamanho do peso de uma Libertadores. Quando se coloca em questão essa competição, ela tem todo um tamanho, uma engrenagem. O departamento de futebol precisa de ajustes, independente de título. É sempre necessário avaliar se não poderia ter feito melhor, tomado decisões melhores para ter mais brilhantismo. Se ganharmos, será uma temporada muito boa, acima da média. Se perde, não dá para achar que tudo foi uma tragédia – disse o dirigente.

Em entrevista ao ge, Braz também comentou sobre os questionamentos a alguns setores do departamento de futebol, criticou o calendário e classificou a arbitragem brasileira de “trágica”. Ele explicou o estágio da renovação de Arrascaeta, fez elogios a Michael, David Luiz e disse que se fechou para o mercado neste período pré-Montevidéu.

ge: Qual o nível de ansiedade para o dia 27, às 17h? A experiência de final de Lima ajuda?

Marcos Braz: Estou tranquilo. O que era possível fazer, fizemos. Depois de estar aqui em Porto Alegre, tenho convicção de que foi a melhor escolha de logística, independente do resultado. Vamos sair unidos e com uma grande estrutura, um mundo de gente para não faltar nada e não termos a sensação de que algo mais poderia ser feito. Agora é no campo. Acho essa final diferente, mas espero que o resultado seja o mesmo. O Flamengo entra mais tranquilo com si próprio, mais experiente. Em 2019 tinha a pressão de quase 40 anos da última conquista.

Todos vão estar à disposição, acredito que o time estará inteiro, com todos os jogadores. Acredito nisso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui