‘Habemus hidroxicloroquinam’: embaixador nos EUA comemorou doação ao Brasil de droga ineficaz

O embaixador do Brasil em Washington, Nestor Forster, comemorou em maio do ano passado a doação de 2 milhões de comprimidos de hidroxicloroquina ao Brasil pelo governo dos EUA, segundo documentos obtidos pela CPI da Covid aos quais a TV Globo teve acesso.

A hidroxicloroquina é uma das substâncias cuja ineficácia no tratamento da Covid foi cientificamente comprovada, mas que o presidente Jair Bolsonaro e seguidores insistem em propagandear (vídeo abaixo). Em outubro e novembro, o governo gastou mais de R$ 23 milhões em propaganda do tratamento com drogas sem eficácia, de acordo com planilhas obtidas pela TV Globo.

Forster recebeu a confirmação da liberação dos comprimidos de Amy S. Radetsky, diretora para Brasil e Cone Sul do Conselho Nacional de Segurança da Casa Branca.