Grêmio tem 97,5% de risco de rebaixamento após empate com o Corinthians

O empate com o Corinthians neste domingo fez o Grêmio chegar a 97,5% de risco de rebaixamento no Brasileiro. Os cálculos são do Departamento de Matemática da UFMG.

Com Sport e Chapecoense já na Série B em 2022, o time gaúcho tenta evitar a queda por um milagre, pois é quem tem o maior percentual no momento.  O Bahia vem em seguida, com 55,5%.

Com o resultado, o Grêmio foi a 40 pontos, ainda na 18ª colocação, e pode ser rebaixado nesta segunda-feira – se tanto Cuiabá (recebe o Fortaleza) quanto Juventude (visita o São Paulo) pontuarem.

Para evitar a queda, o Grêmio precisa que dois de três clubes não façam mais ponto algum no campeonato: Cuiabá, Juventude e Bahia.

– É natural que estejamos chateados. Mas enquanto há esperança a gente vai lutar. Se a esperança vai durar 24 horas ou 72 horas, a gente está ainda agarrado nisso, porque ainda faltam jogos dessa rodada. Dependendo dos resultados, o Grêmio ainda tem chance. Não acho que esta próximo do zero. Chance é chance. Eu acredito muito nisso ainda – disse o técnico Vagner Mancini.

O risco de rebaixamento do Cuiabá é de 23,4% e do Juventude, 20,4%.

Libertadores em disputa

Nas vagas que restam para a Libertadores, a briga é em cima da tabela. Quase lá, o Bragantino tem 99,1% de chances. Na sequência, vem o Fluminense, que perdeu para o Bahia, e tem 94%.

Há chances menores para América-MG (56,9%) e Internacional (26,4%).