30 C
Campo Grande
segunda-feira, setembro 16, 2019

Grêmio é condenado a pagar R$ 30 mil por injúria racial a Yony González

Atacante fez dois gols na vitória do Fluminense sobre o Grêmio (Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.)

O Grêmio foi punido em 30 mil reais pelo caso de injúria racial com Yony González, atacante do Fluminense. Nesta sexta-feira, a 5ª Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) puniu o clube gaúcho por conta de cânticos racistas de um torcedor, na partida realizada na Arena do Grêmio, na terceira rodada do Campeonato Brasileiro.

Essa questão surgiu após um vídeo divulgado pela “Flu TV”, o canal oficial do Fluminense no YouTube, que mostrou, em um ângulo diferente em relação à transmissão da TV, em que era, supostamente, possível ouvir um torcedor do Grêmio chamando Yony González de “macaco”.

A decisão foi dividida, já que alguns presentes no pleito indicavam que não foi possível ouvir, de forma clara, os possíveis cânticos racistas. No fim, o Grêmio foi punido pelos auditores por 4 votos a 1, mas o Tricolor Gaúcho ainda pode recorrer da decisão.

Como este foi um caso com apenas um torcedor, o Grêmio não corre o risco de perder pontos ou mandos de campo. Em 2014, o clube gaúcho foi eliminado da Copa do Brasil por conta de cânticos racistas direcionados a Aranha, goleiro do Santos na época – nesta ocasião, porém, foi localizado um grupo de torcedores insultando o atleta e, por isso, a equipe foi desqualificada da competição.