Gabigarçom: em 2020, atacante do Flamengo quase triplica melhor média de assistências na carreira

Artilheiro e também garçom. Na volta do Flamengo ao futebol, Gabigol não balançou as redes, mas mostrou outra faceta de seu jogo: as assistências. Com os passes para os gols de Bruno Henrique e Pedro Rocha na vitória sobre o Bangu, chegou a seis em 2020 (assista a todos no vídeo acima). É um desempenho quase três vezes maior do que sua melhor temporada no quesito.

+ Elogiado por Jorge Jesus, Flamengo também passa na avaliação física: “Cumpriram 100%”

Em 2019, também pelo Flamengo, Gabigol deu 12 assistências em 59 jogos – média de 0,20. Na atual temporada, as seis assistências ocorrem em 11 partidas, uma média de 0,54 e um aumento de 2,7 vezes em relação ao ano passado, que havia sido o seu melhor neste aspecto.

Bruno Henrique e Michael foram os maiores beneficiados com a nova fase de Gabigol: cada um deles marcou duas vezes com assistências do camisa 9. Pedro Rocha também tem a agradecer: seu primeiro gol pelo Flamengo saiu em passe do atacante, diante do Bangu. Filipe Luís, no clássico contra o Fluminense, completa a lista. Veja abaixo:

  • 12/02 – Fluminense 2 x 3 Flamengo – gol de Filipe Luís
  • 16/02 – Flamengo 3 x 0 Athletico-PR – gol de Bruno Henrique
  • 29/02 – Cabofriense 1 x 4 Flamengo – gol de Michael
  • 07/03 – Flamengo 3 x 0 Botafogo – gol de Michael
  • 18/06 – Bangu 0 x 3 Flamengo – gols de Bruno Henrique e Pedro Rocha

Por todos os lados

Em 2020, com mais opções no elenco e um tempo maior trabalho de Jorge Jesus, é possível perceber que Gabigol vem tendo mais liberdade para se movimentar no ataque.

Em vez de um centroavante típico, ele roda todo o campo, vem caindo bastante pela direita e a partir dali constrói suas jogadas. O mapa de suas assistências mostra que a maioria vem dali, mas há também jogadas pelo meio e pela esquerda.

Além das assistências, os gols também seguem saindo: até agora, Gabigol marcou 11 vezes em 11 jogos: média de um por jogo.