FIFA vai mudar de nome? Entenda o caso bilionário entre EA e a federação

Electronic Arts (EA) Sports está considerando mudar o nome de seu principal simulador de futebol, o FIFA. A desenvolvedora está em um embate com a entidade máxima do futebol por conta dos royalties envolvendo a marca e já até registrou um nome no Reino Unido e na Europa, o EA Sports FC. O principal motivo para o término do vínculo com a FIFA seria o custo da parceria, que chega a US$ 150 milhões ao ano para a EA (cerca de R$ 816 milhões de acordo com a cotação atual), segundo o New York Times.

Apesar de parecer assustadora de início, a alteração não deve afetar em nada no conteúdo jogo, sendo o mais recente o FIFA 22. Times, jogadores e ligas fazem parte de um contrato à parte e não relacionado à FIFA. Quem cuida do licenciamento de atletas e clubes é a empresa FIFPRO, que anunciou a extensão do vínculo com a EA Sports na última quarta-feira (13). Veja, a seguir, as movimentações que indicam a mudança de nome do jogo.

O que diz a EA?

 

Segundo a empresa, por meio de seu blog, o contrato com a FIFA está sendo revisto e uma mudança no nome da franquia de jogos é uma possibilidade real para o futuro. O motivo não foi revelado oficialmente, mas, segundo o jornal New York Times, o custo dos royalties é o que está causando a confusão.