Ex-zagueiro da seleção italiana morre aos 71 após ter pernas amputadas por complicações da COVID-19

O ex-zagueiro da seleção italiana de futebol Mauro Bellugi morreu, aos 71 anos, em um hospital de Milão, por complicações da COVID-19. Campeão italiano pela Inter de Milão em 1971 e jogador da Itália na Copa do Mundo de 1978, na Argentina, Bellugi estava internado desde novembro de 2020, quando testou positivo para a doença.

O jornal italiano La Gazzetta dello Sport noticia que Bellugi esteva com a saúde extremamente fragilizada ao longo das últimas semanas, chegando a ter suas pernas amputadas por conta da doença.

Além de seus 32 jogos pela seleção italiana entre 1972 e 1980, tendo ficado em quarto lugar com a equipe na Copa de 78, e seus 90 jogos pela Internazionale, Bellugi ainda jogou pelo Bologna (1974-1979), Napoli (1979-1980) e encerrou sua carreira atuando pelo Pistoiese entre 1980 e 1981.

A morte de Bellugi foi lamentada na conta da Inter de Milão no Twitter: “Hoje nos deixa um grande homem, um grande jogador de futebol, um grande Interista: adeus, Mauro”.

Ontem, antes do clássico Inter X Milan foi feito um minuto de silêncio e foi exibida em uma foto no telão do estádio San Siro em homenagem ao ex-jogador. O jogo terminou em vitória da Inter por 3 a 0, o que isolou a equipe na liderança do Campeonato Italiano.

O presidente da Associação Italiana de Futebol, Gabriele Gravina, também lamentou a morte de Bellugi: “Essa notícia traz muito sofrimento para o futebol italiano. O Mauro foi um herói. Além de suas habilidades no campo, eu apreciava suas qualidades humanas e sua extraordinária força mental, principalmente em seu período de sofrimento”.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui