EUA aplicaram primeira dose da vacina contra Covid em mais da metade da população adulta

Os Estados Unidos aplicaram ao menos uma dose das vacinas contra a Covid-19 em quase 130 milhões de pessoas, o que equivale a 50,4% da população acima dos 18 anos no país. Os dados são do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), atualizados até este sábado (17).

Em números exatos, foram 129.988.985 americanos vacinadas, acima dos 18 anos. Em relação ao total, esse número representa 39,5% da população. Considerando os idosos, grupo mais vulnerável contra o coronavírus, o total vacinado com uma dose chega a 44,3 milhões, 81% daqueles que estão acima dos 65 anos.

O CDC também contabiliza a população completamente vacinada, seja em uma ou duas doses, a depender do imunizante. Até agora, são 84,2 milhões de americanos, o que equivale a 25,4% da população total do país. Considerando apenas quem tem 18 anos ou mais, o percentual sobe para 32,5%.

O público idoso e completamente vacinado é de 36 milhões de americanos, ou 65,9% do total nessa faixa de idade.

Fabricantes

 

Segundo o CDC, foram distribuídas até este sábado mais de 264 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 no país. Delas, 204 milhões foram aplicadas até ontem.

A vacina mais aplicada é a Pfizer/BioNTech, com mais de 109,1 milhões de doses. A Moderna vem em segundo, com 92,1 milhões de doses. Da vacina da Janssen, da Johnson&Johnson, foram aplicadas 7,9 milhões de doses. Outras 167 mil não foram identificadas pelo CDC.

Metas de Biden

 

O presidente americano Joe Biden bateu todas as metas de vacinação colocadas desde que assumiu a Casa Branca.

Na época de sua posse, Biden havia prometido que 100 milhões de doses seriam aplicadas nos seus primeiros 100 dias de governo. Em virtude do sucesso da campanha, a meta foi dobrada para 200 milhões de doses. Até o sábado (17), em 87 dias de mandato, 204 milhões de doses foram administradas.

Há duas semanas, Biden afirmou que todos os americanos estariam elegíveis a se vacinar em 19 de abril, esta segunda-feira. Também foi uma antecipação de meta: a previsão anterior era 1º de maio.

Apoiado nas vacinas, a aprovação de Biden cresceu, em um mês, de 54% para 59%, segundo pesquisa do Pew Research Center publicado nesta semana pelo jornal “The New York Times”.

Segundo o levantamento do jornal, a média móvel de mortes nos EUA é, neste domingo, de 674 por dia, queda de 12% comparada ao número de 14 dias atrás. Em 12 de janeiro, no pior momento, a média nos EUA chegou a 3.352 mortes por dia.

Os novos casos registram alta de 5%, em 52,3 mil por dia. No pior momento, em 8 de janeiro, a média chegou a 259 mil novos casos por dia.

Até este domingo, os EUA tiveram, ao todo, 566.452 mortes e 31,6 milhões de casos confirmados de Covid-19, segundo o New York Times.