Estimulação Térmica Gustativa: quem pode fazer?

Sempre me perguntam se eu oriento os familiares e/ou cuidadores a realizar Estimulação Térmica Gustativa. Eu digo que na grande maioria dos casos não, não mesmo. Por mais que eles sejam muito interessados, por mais que eles sigam criteriosamente todas as nossas orientações, existem detalhes, que apenas um olhar especializado é capaz de captar. ⁣
Somente nós sabemos o momento de parar, o momento de usar estratégias compensatórias para ajudar no ajuste motor e com isso vir a resposta efetora, somente nós sabemos quando os estímulos devem espaçar, ou quando precisa fazer uma manobra de limpeza, enfim, estimular a modulação central vai muito além de passar escovinha, de molhar o vestíbulo com sabor, de controlar volume…⁣
Agora o mesmo não digo com relação a estimular olfato, visão, audição, isso sim conto com toda a dedicação e empenho dos familiares e/ou cuidadores. ⁣
Somos um time, sem o qual o outro não existia, mas assim como um time, cada um exerce seu papel fundamental. O que seria da fonoterapia se não tivesse a participação de todos os envolvidos? ⁣

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui