Estado inicia distribuição de cobertores para aquecer pessoas carentes; máscaras também são entregues

Foto: Chico Ribeiro

Oitenta mil cobertores comprados pelo Governo do Estado para aquecer famílias carentes em Mato Grosso do Sul começaram a chegar nesta quarta-feira (12) no depósito da Sedhast (Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho).

Segundo o governador Reinaldo Azambuja, que acompanhou a entrega, a distribuição aos municípios, responsáveis pelo repasse às pessoas, começa ainda hoje.

“Serão distribuídos para as 79 cidades. Esse ano, por causa da pandemia, temos uma novidade: para cada um cobertor, vamos entregar cinco máscaras de proteção contra o coronavírus. Isso é muito importante porque serão 80 mil cobertores e 400 mil máscaras, que reforça o compromisso de proteção social”, destacou o governador.

Com recursos do Fundo de Investimento Social (FIS), os cobertores foram adquiridos por R$ 2 milhões – cada unidade saiu por R$ 25.

“Hoje recebemos a primeira remessa de 30 mil e na semana vem chega o restante. A distribuição será feita em Campo Grande e nos polos regionais. Esse é mais um cuidado do nosso governo com a população que vive em vulnerabilidade”, disse a secretária da Sedhast, Elisa Nobre.

A distribuição aos municípios atenderá critérios da Sedhast, que se baseia em orientações do CadÚnico (cadastro único de programas sociais do Ministério da Cidadania) sobre o porte populacional de cada cidade; e a quantidade de população indígena, conforme dados de 2010 do IBGE.

De acordo a secretaria, 1,5 mil unidades serão repassadas à Defesa Civil Estadual, que faz atendimento específico em locais de difícil acesso.

Desde 2015, já foram entregues em todos os cantos de Mato Grosso do Sul mais de 330 mil cobertores.