É tudo pensado: desesperados por apoio, bolsonaristas inventam fake para surfar com Johnny Depp e Tom Cruise

Que o atual presidente Jair Bolsonaro tem cada vez menos apoio nacional e internacional não é segredo pra ninguém. Enquanto o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é capa da revista Time e aglutina a simpatia de figuras públicas e celebridades, Bolsonaro e sua milícia digital seguem fazendo aquilo em que são especialistas: mentem repetidamente, sobre qualquer assunto. Uma de suas táticas é espalhar falso apoio de celebridades internacionais que estão entre os assuntos mais falados na internet e mais buscados no google.

Só essa semana, surgiram falsas citações de apoio dos atores Johnny Depp e Tom Cruise a Bolsonaro. Enquanto o presidente é duramente criticado por celebridades internacionais, como Mark Ruffalo e Leonardo di Caprio, por sua política de morte, bolsonaristas inventam apoio que jamais existiu.

Johnny Depp está em alta entre os assuntos mais comentados nas redes ao longo dos últimos dias, devido ao desfecho da contenda judicial entre o ator e sua ex-mulher Amber Heard. O interesse público nesse assunto é óbvio, então, naturalmente, se tornou o assunto mais comentado em redes sociais. E é aí que entra a estratégia da milícia digital brasileira.

O atual presidente brasileiro ironizou a atriz, recuperando uma mensagem da campanha de 2018, quando ela se posicionou contra Bolsonaro e demonstrou apoio às marchas do #EleNão. Depois, Jair ainda usou sua live para mandar “abraços” a Depp após a sentença favorável a ele (ainda que sem citar nominalmente o ator). Tudo calculado para surfar no tema mais falado do dia e conseguir, assim, chegar a mais gente com suas mentiras.

Não demorou para que diversas pessoas começassem a criar memes e notícias falsas sobre a situação. De anúncios de apoio público que nunca existiram a matérias jornalísticas falsas, assim como os fatos que supostamente reportam, muitas páginas rapidamente embarcaram no engajamento do assunto em troca de likes, curtidas e engajamento.

Tom Cruise, Camila Cabello, Vinícius Jr: fake news de apoio a Bolsonaro proliferam nas redes

Nem só do falso apoio de Johnny Depp vive Bolsonaro. Com o sucesso de filme Top Gun: Maverick, Tom Cruise vem sendo um dos assuntos mais buscados no Google. O que faz o gabinete do ódio? Fabrica fake news com supostas falas de Cruise elogiando Bolsonaro, para tentar espalhar suas mentiras surfando na alta da popularidade do ator estadunidense.

A mesma coisa aconteceu na semana passada, em que ocorreu a final da Champions League. Vinícius Júnior, jogador brasileiro que marcou o gol da vitória do Real Madrid, foi alvo de fake news: centenas de publicações na internet falam sobre supostos elogios do jogador ao presidente (tem fake news com falsa dedicatória de gol). A cantora cubana Camila Cabello, que cantou na abertura do evento, também foi assunto de boatos de falso apoio a Bolsonaro.

Trata-se de um padrão: Bolsonaro e seus seguidores tentam se apropriar do assunto do momento para aumentar sua popularidade, utilizando-se de fake news. Bolsonaro poderia se ocupar de outros assuntos atuais no Brasil, como inflação, fome e preço da gasolina.

+ Como denunciar mentiras e fake news do bolsonarismo

As estratégias da milícia digital

Como o Verdade na Rede já explicou, esse tipo de assunto quente é escolhido a dedo para validar perfis criados para espalhar mentiras porque valida nas redes o comportamento de páginas de fakes e robôs.

Isso porque, segundo as plataformas, não é muito fácil diferenciar a atuação dos robôs e contas falsas das de usuários reais. A tecnologia é tão sofisticada que eles são capazes de imitar com semelhança o perfil de navegação de seres humanos. Não só roubam dados dos usuários, como também espalham desinformação, criam fraudes e abertamente forçam os debates públicos para o lado que os favorecem. Com a agenda aparentemente livre, Bolsonaro resolveu encher o peito para, toda semana, navegar nos assuntos mais polêmicos e falados das redes. Assim, consegue forjar apoio popular e manter o disfarce mal ajambrado de estadista.

A relação entre a criação de contas falsas, a disseminação do ódio e as campanhas de ataques direcionados é nítida. Para dificultar a localização dos autores das falas criminosas, são criados diversos perfis, a princípio pequenos, que se dedicam exclusivamente a propagar as fake news criadas pelo gabinete do ódio. Como conseguem atuar em massa, têm a intenção de manipular o debate público, dando a impressão de que dado assunto se tornou central no país. “Só se fala nisso”, dão a entender. E, de quebra, enchem os bolsos de dinheiro, já que a indústria das mentiras e da desinformação é altamente lucrativa.

Dentro dessa estratégia, não é raro que Bolsonaro também tente criar fatos envolvendo artistas. Como explica reportagem do UOL Confere e do Projeto Comprova, há um padrão para um tipo de desinformação: atribuir uma frase inventada a uma pessoa conhecida, em geral citando outras personalidades na suposta declaração. Em outras palavras: era a situação ideal para criar uma cortina de fumaça. E ele, é claro, aproveitou.

Foi exatamente essa a estratégia que a cantora Anitta expôs em um de seus mais marcantes embates com o bolsonarismo e a milícia digital. Disse a cantora: “Eles estão com uma equipe de redes sociais mais jovem e descolada para justamente passar essa imagem dele, fazer o público esquecer as merdas com piadas e memes da internet que faça o jovem achar que ele é um cara maneirão, boa praça”.

Atacar artistas é uma das armas utilizadas pela milícia digital para manipular sentimentos de possíveis eleitoreso principal objetivo da lucrativa indústria de fake news. Embarcar nos assuntos mais falados do dia, também. “As pessoas acabam esquecendo o que realmente importa, que é a forma como o país está caminhando, para votar pela identificação de fã que você tem pela pessoa. Aquela sensação de: queria ser amigo dele… logo, você votaria no seu amigo gente boa. E por aí vai a estratégia”, explicou Anitta.

+ Entre em um de nossos grupos de Whatsapp e torne-se um Agente da Verdade!

A verdade é que, seja no Congresso Nacional, seja na cultura, Bolsonaro parece não conseguir ter apoiadores espontâneos, que se unem a ele por realmente acreditar (se é que alguém acredita) que ele seja capaz de implementar um projeto para todo o país. É para isso que o presidente que menos aprovou projetos nas Casas na história do Brasil instrumentalizou o Orçamento Secreto. É nele que está a base da maioria dos escândalos de corrupção que vieram à público até agora – do desmonte do MEC ao bolsolão do asfalto, dos tratores e do lixo. Parece que tudo que envolve Bolsonaro, até mesmo apoio e simpatia, só acontece na base do toma lá, dá cá.

Não interaja e siga denunciando!

Voltando aos ensinamentos de Anitta, reforçamos sempre: não compartilhe conteúdos visivelmente falsos. Qualquer publicação, mesmo que em tom de denúncia ou indignação, ajuda a aumentar a propagação desse tipo de conteúdo, que visa confundir o debate sério e mudar o foco para a discussão que realmente importa. Ou seja, a sua denúncia acaba virando divulgação daquele conteúdo com que você não concorda.

A meses das eleições, segue patente qual é a tática preferida do bolsonarismo para fugir do debate político: a mentira. Ele mente para fazer o povo perder a confiança nas instituições, mente para colocar dúvida sobre as eleições, mente sobre as ações que não tomou durante o seu governo e mente quando esse mesmo governo se vê metido em denúncias de corrupção que já são quase diárias. Segundo a agência Aos Fatos, no ano passado Jair abriu a boca sete vezes por dia só para falar mentiras.

O caminho para a verdade é simples e conta com o apoio da nossa equipe. Os passos são os seguintes:

1 – Viu uma mentira?

Não a divulgue, nem para seus amigos mais próximos. Bolsonaro quer nos afogar nas suas falsidades. Saia dessa. Respire fundo, entre em https://lula.com.br/verdadenarede/ e busque uma resposta para as fake news que não param de pingar nos seus grupos de zap.

É só ir no campo de busca e digitar uma palavra marcante da notícia falsa.

Responda a mentira com uma verdade. O nosso site reúne o material das agências de checagem e conteúdo próprio. É preciso desmontar os argumentos falsos e as narrativas fantasiosas do bolsonarismo. Ao responder à mentira, encaminhe uma das vacinas, aproveite e já envie algumas das realizações dos governos do PT para gerar um debate produtivo e sem briga.

2 – Não encontrou uma vacina?

Denuncie a fake news com a qual você se deparou. Você pode fazer isso em nosso site, clicando no botão vermelho DENUNCIE AQUI. Produziremos novas vacinas a partir das novas cepas do bolsovírus. Além disso, nosso time jurídico irá avaliar a sua denúncia e, se for necessário entraremos em contato para maiores informações.

3 – Como seguir informado?

É só se cadastrar em um dos nossos grupos de WhatsApp. Estaremos sempre de olho. Procurando as mentiras que circulam nas redes e em grupos de WhatsApp e Telegram e trazendo a verdade.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui