Dr. Jamal conduziu a live com Especialista que alertou: obesidade eleva risco para o agravamento da covid-19

Convidado da live da Câmara Municipal nesta quarta-feira (16), médico Francisco Gomes Rodrigues, especialista em Cirurgia Bariátrica e Metabólica, alertou que a obesidade é grave fator de risco para o agravamento da covid-19. Ele participou do debate semanal promovido pela Comissão Permanente de Saúde da Casa de Leis e lembrou que a doença também é considerada uma pandemia.

“A obesidade é uma doença multifatorial, crônica, e que atinge uma grande parcela da população no mundo. É uma pandemia mundial, que desenvolve hipertensão, diabetes e doenças articulares. Com a covid-19, mostrou-se que a obesidade vem desencadeando sérios problemas. Os pacientes que têm covid e obesidade são extremamente graves. Além de serem pacientes obesos, a maioria são hipertensos e diabéticos”, disse o médico.

A pandemia do novo coronavírus tem impactado sistemas de saúde em todo o mundo. No Brasil, 60,3% dos brasileiros com 18 anos ou mais – 96 milhões de pessoas – estavam acima do peso em 2019, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Autoridades da área da saúde já observaram que as formas mais graves da covid-19 também estão relacionadas ao sobrepeso do paciente, o que, segundo o médico, dificulta até mesmo a mobilidade em um leito.

“São pacientes de difícil intubação e mobilização, o que é importante. Tem que ter leito adequado, funcionários capacitados. O paciente obeso, com comorbidade, o índice de mortalidade aumenta muito. Isso causa uma dificuldade para ter acesso até nos hospitais, que tem que ter leitos e pessoas treinadas”, lembrou.

Ele lembra, ainda, que um estilo de vida mais saudável é o melhor remédio. “Obesidade tem que ser tratada preventivamente. Sabe-se que as crianças estão cada dia mais obesas. Antigamente, elas brincavam nas ruas, não tinham computador, tinham mais mobilidade. As crianças hoje não fazem atividades e comem alimentos industrializados. A prevenção é a palavra-chave: temos que sair do sedentarismo, ter alimentação saudável e praticar esporte. Temos que mudar nosso estilo de vida”, finalizou.

Responsável por conduzir a live, o vereador Dr. Jamal, membro da Comissão de Saúde, destacou a importância da discussão. “Percebemos que 73% das pessoas que estavam internadas em UTI estão acima do peso, são obesas. Talvez, se essas pessoas estivessem em seu peso ideal, reagiriam de forma diferente para evitar uma internação. A covid-19 tem sido um alerta para a população, principalmente para os obesos, tomarem cuidado. Temos as vacinas, mas temos que nos cuidar”, defendeu.