Diretor-clínico da Apae fala na Tribuna sobre trabalho desenvolvido pela entidade

O diretor-clínico da Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), Paulo Siufi Neto, utilizou a Tribuna, na sessão desta terça-feira (12), para falar sobre a importância da destinação de emendas parlamentares à entidade. O convite foi feito pela Mesa Diretora.

“Temos um centro de atendimento que atende não só as pessoas de Campo Grande, mas de todo Mato Grosso do Sul. A Apae, em 1967, edificou sua primeira casa e, de lá para cá, vem em uma crescente. A Apae não tem um fundo político. É uma casa apolítica, mas o apoio da classe política é importante. A Apae não tem fins lucrativos, mas precisamos dos convênios, das doações”, disse.

Criada em 10 de junho de 1967, a Apae de Campo Grande é uma instituição filantrópica, de caráter cultural, assistencial, de saúde, de estudo e pesquisa, desportivo, educacional e outros, sem fins lucrativos. Trata-se e uma organização cujo objetivo principal é promover a atenção integral à pessoa com deficiência, prioritariamente aquela com deficiência intelectual e múltipla.

“Nós queremos que esta Casa de Leis possa auxiliar a Apae a continuar prestando esse serviço. Venho solicitar o apoio de vocês para que possam ajudar a Apae a continuar fazendo o trabalho que ela faz. Convido vocês a verificaram in loco para verem que o dinheiro que empregarem lá será bem aplicado. Hoje, temos referência no bom atendimento. Tentamos devolver aos que precisam aquilo que eles menos têm: a justiça social”, finalizou.

FonteJeozadaque Garcia Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal