Destruído por vândalos, monumento Carro de Boi nunca passou por restauração

Moradores acreditam que a falta de segurança na região foi o facilitador da depredação

Monumento nunca passou por restauração (Foto: Marcos Maluf)

Já faz 24 anos que a obra foi instalada na Praça Nelly Martins e desde então ela vem sofrendo desgaste com o tempo e principalmente vandalismo. O Monumento aos Pioneiros, popularmente conhecido como Carro de Boi, fica na esquina das Avenidas Ernesto Giesel e Fernando Corrêa da Costa. É impossível passar por lá e não ver o imenso painel com várias peças faltando.

Moradores da região reclamam que o local está abandonado pelo poder público. O jornalista Heber Benjamim, de 55 anos, vive na vizinhança há 30 anos diz que a depredação é consequência da falta de segurança na região.

“Se tivesse a guarda municipal regularmente aqui, talvez tivesse amenizado. Claro que existe a mentalidade da própria população, as pessoas destruírem o patrimônio público”, avalia o morador.

A praça é bem cuidada pelos vizinhos, mas o monumento nunca foi restaurado e para Gabriel Espíndola (31), a ação seria em vão. “Não adianta arrumarem o monumento que vira e mexe vem alguém e destrói, eu não sei por que, mas sempre tem alguém vandalizando”, afirma o vendedor.

Em nota a Prefeitura de Campo Grande confirmou que o local nunca foi restaurado. “Sempre houve manutenção e limpeza, mas não restauro”, esclarece. A Sectur (Secretaria Municipal de Cultura e Turismo) informou também que foi realizada uma reunião com a artista plástica idealizadora Neide Ono para recompor a obra.

“Já temos o orçamento para o restauro, estamos tentando algumas parcerias para esse pagamento”, pontuou a secretaria, que não divulgou o valor do projeto.

A artista Neide Ono, de 71 anos, não divulgou uma data exata para a restauração, até porque depende da liberação da verba, mas conta que algumas coisas serão diferentes do projeto inicial. “Vamos reaproveitar tudo que for possível, só que agora a obra do carro de boi será apenas de um lado do painel e teremos que mexer na jardinagem na base dele para impedir que as pessoas subam e estraguem”, explica.

O monumento aos Pioneiros, foi inaugurado em 1996 e marca o inicio da ocupação urbana em Campo Grande.