De olho nas irregularidades, Vigilância Sanitária faz alerta sobre medidas para frear disseminação do Covid-19

Nos últimos 15 dias, a Vigilância Sanitária Municipal (Visa), órgão ligado a Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande (Sesau), atendeu aproximadamente 1,3 mil denúncias de descumprimento dos decretos e resoluções municipais criados para tentar reduzir a disseminação do coronavírus (Covid-19) a partir da adoção de medidas preventivas. Além da resistência ou dificuldade dos comerciantes em se adequar as regras exigidas justificada pela falta de tempo hábil ou condições financeiras, o que chama a atenção é o comportamento da população.

Nas ações realizadas nos estabelecimentos comerciais é  notório a falta de conscientização por parte dos clientes que, inclusive, julgam as medidas adotadas  até então como exageradas, o que leva o órgão a fazer um apelo para que as pessoas fiquem em casa e saiam somente se necessário.

O órgão orienta ao cidadão a a adotar  medidas básicas de prevenção como: evitar aglomerações; manter o distanciamento social de 1,5m entre pessoas; usar máscara, preferencialmente de tecido; higienizar as mãos com frequência; evitar o contato das mãos com o nariz, boca e olhos; e, se tossir ou espirrar, cobrir a boca e o nariz com lenço de papel ou cotovelo flexionado.

Além destas medidas, os comerciantes e prestadores de serviço devem ainda atender às orientações específicas para cada atividade, de acordo as normativas instituídas pelo município.

Saiba mais

http://www.campogrande.ms.gov.br/reabertura/

As denúncias por descumprimento dos decretos e resoluções podem ser feitas através do número 156 ou 3314-9955 (Ouvidoria).

Dados do coronavírus

Até o dia 11 de abril foram confirmados 51 casos de coronavírus no município de Campo Grande.  Destes, 38 cumpriram o período de quarentena e não apresentam mais sintomas, 6 estão em isolamento domiciliar e 7 estão internados em unidades hospitalares. Não há nenhum óbito registrado até o momento.

Ações 

Desde o início das ações de combate ao coronavírus, no dia 23 de março, a Visa recebeu mais de 2,4 mil denúncias de locais que não estariam cumprindo as exigências da prefeitura para evitar o contágio do vírus. 

Até a última quarta-feira (08) já foram atendidas 1.640 dessas denúncias, sendo que 13 estabelecimentos foram autuados por não cumprirem as normas. Em outros 521 foi realizado um boletim de vistoria e orientação ao proprietário e funcionários, para que fossem tomadas medidas mais seguras de combate e prevenção à Covid-19. 

Em mais de 300 estabelecimentos, as equipes fizeram a avaliação do cumprimento das normas estabelecidas pelo decreto 14.231, que institui o Plano de Diretrizes para enfrentamento do vírus nos estabelecimentos comerciais de Campo Grande.

A vigilância sanitária também está atuando nas barreiras sanitárias no aeroporto, onde já foram triados 1.320 passageiros, e na rodoviária, com o acolhimento dos 260 brasileiros repatriados da Bolívia. Os passageiros foram orientados para que permaneçam em quarentena por sete dias, ressaltando a necessidade do cumprimento dessa medida e, caso apareça sintomas da doença, procurar uma unidade de saúde.