Covid-19: Comunicado da Embrapa Gado de Corte traz dicas de prevenção para pecuaristas

A Embrapa Gado de Corte desenvolveu um Comunicado Técnico oferecendo dicas de prevenção de Covid-19 para pecuaristas de corte.

O documento elaborado por Flábio Ribeiro de Araújo (Pesquisador da Embrapa Gado de Corte), André Luiz Julien Ferraz (Professor da UEMS, Daiane Aparecida Rosa Lima (mestranda da UFMS), Rudielle de Arruda Rodrigues (Doutoranda da UFMS) e Taynara Nunes Pasquatti (Doutoranda da UCDB) traz informações sobre o que causa a Covid-19, os sintomas e explicações sobre como o trabalhador do campo deve agir em meio à pandemia e os cuidados que deve tomar.

Confira o conteúdo:

O que causa COVID-19?

A doença do coronavírus 2019 (COVID-19) em humanos é causadapelo coronavírus da síndrome respiratória aguda grave 2 (SARS-CoV-2) que foi relatado pela primeira vez durante uma investigação de surto na cidade de Wuhan, na China, em dezembro de 2019, e se espalhou pelo mundo dando origem a uma pandemia global.

Quais são os sintomas do COVID-19?

Os sintomas mais comuns são febre, tosse, dificuldade respiratória, cansaço, entre outros sinais semelhantes à gripe. Ainda que a maioria dos infectados apresente quadros leves ou assintomáticos, algumas pessoas estão mais expostas a complicações e a morte. É o caso de idosos, portadores de doenças crônicas como diabetes e pressão alta, indivíduos em tratamento contra o câncer ou com a imunidade comprometida.

É possível o trabalhador do campo se infectar pelo contato com animais?

Até o presente momento não foi relatado nenhum caso de infecção pelo novo coronavírus por meio de contato com animais domésticos. No entanto, como precaução é recomendável que pessoas infectadas com COVID-19 limitem o contato com colegas de trabalho e animais até que mais informações sejam conhecidas sobre o vírus.

A forma comprovada de contágio é de humano para humano mediante contato com gotículas exaladas por pessoas infectadas pelo coronavírus ou ao tocar objetos ou quaisquer superfícies (como mesas, maçanetas e celulares) que estejam contaminadas por essas gotículas e depois levar as mãos à boca, olhos ou nariz.

Como o trabalhador do campo deve agir em meio à pandemia do coronavírus?

Interessante assinalar que não há relato de que os animais sejam fonte de infecção do vírus da COVID-19 e, sim os seres humanos que estejam infectados, demonstrando sintomas ou não da doença. Assim, é importante que haja limitação na entrada de pessoas à propriedade rural e, se necessária a entrada, que se obedeça a medida de distanciamento mínimo de 2,0 metros entre as pessoas. Deve-se manter o manejo sanitário, seguindo as orientações e supervisão do médico veterinário, visando a saúde e bem-estar dos animais. Os produtores rurais, assim como todas as pessoas, precisam seguir as orientações do Ministério da Saúde, adotando novos hábitos e cuidados, para diminuir o risco de infecção pelo vírus, e isso inclui também permanecer sempre informado sobre as notícias relacionadas à pandemia pelo novo coronavírus, por meio de fontes confiáveis como as autoridades de saúde locais e nacionais.

Quais são os cuidados que o trabalhador do campo deve ter?

  • Todas as pessoas, incluindo o trabalhador do campo devem se prevenir contra o contágio com o vírus, lavando frequentemente e cuidadosamente as mãos com água e sabão ou usar álcool 70% antes e depois do serviço.
  • Ao tossir ou espirrar, deve-se cobrir o nariz e boca com a parte interna do braço e evitar utilizar as mãos ou tocar em objetos de uso de trabalho.
  • Não levar as mãos à boca, nariz e olhos, principalmente após tocar em objetos ou superfícies expostas.
  • Não compartilhar objetos pessoais, como copos, talheres, cuia e bomba de tereré.
  • Evitar aglomerações, como conversas com várias pessoas perto umas das outras, por exemplo reuniões em bares, obedecendo a medida de distanciamento mínimo de 2,0 metros entre as pessoas.
  • Ao voltar para casa, deve-se retirar as roupas e sapatos e ir direto para o banho. Somente após o banho, se aproxime das pessoas da família.
  • Se pegar na maçaneta e outros lugares da casa, celulares, chaves, etc, limpe com álcool 70% ou desinfetantes. As roupas devem ser lavadas e os sapatos higienizados com desinfetantes.
  • Vá à cidade somente em extrema necessidade e sozinho, para que seus familiares não corram o risco de se contaminar na cidade.
  • Ao retornar para a propriedade, evite muita gente no veículo e garanta que as janelas do veículo estejam abertas para circulação do ar durante a viagem. Ao chegar na propriedade, limpe o veículo internamente e repita os procedimentos de higiene que faz ao chegar do campo.
  • Pessoas que apresentem febre, tosse, dificuldade para respirar ou mal-estar, devem permanecer em casa e ligar para o serviço de saúde da cidade mais próxima para orientações.
  • Proprietários de estabelecimentos rurais, familiares e outros que moram na cidade devem evitar o trânsito frequente entre zona urbana e rural, para evitar levar o vírus para o campo.

Existe tratamento ou vacina para a COVID-19?

Atualmente não existe tratamento ou vacina para proteger contra a COVID-19. A melhor maneira de prevenir contra a infecção é tomar os cuidados que foram explicados. As pessoas com COVID-19 que apresentarem sintomas mais graves devem procurar atendimento médico.

Clique aqui e confira o material ilustrado.