Consórcio Guaicurus atende exigência da Prefeitura e renova frota no transporte coletivo

A atual gestão municipal encerra seu terceiro ano de mandato com a marca de ter colocado para circular 176 novos ônibus de transporte coletivo em Campo Grande. Os veículos, entregues pelo Consórcio Guaicurus, são algumas das medidas que a Prefeitura Municipal vem tomado para melhorar o serviço prestado à população.

Somente neste ano foram entregues 55 novos ônibus coletivos, destes, 20 foram entregues no fim de outubro, e agora pouco mais de um mês depois, são mais 35 veículos.

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, frisou que a ação vem cumprir contrato, mas acontece graças à atuação e cobrança das Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos (Agereg) e Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran).

“Agora nós estamos cada vez mais na Agereg e na Agetran fazendo valer cumprir o contrato, mas também temos obrigações. A concessionária nos reclama que quando venceram o certame licitatório havia a obrigação do município de implantar o corredor do transporte coletivo, e quase uma década depois, nenhum metro havia sido implantado. Nós temos que fazer também a nossa obrigação contratual”, disse o prefeito.

A Prefeitura está implementando corredores de ônibus em toda a cidade. As primeiras vias a receberem as obras foram a Guia Lopez (fase final), a Brilhante (fase final) e a Bandeirantes (metade da obra). Recentemente os serviços de melhorias chegaram à Rua Bahia (já começou) e já esta aprovado o Corredor da Calógeras e o Corredor da Gunter Hans.

“Os corredores de transporte coletivo vão facilitar não apenas ao Consórcio, mas favorecer ao usuário de transporte coletivo. Temos que fazer a nossa parte”, enfatizou o prefeito.

Além dos corredores, a Prefeitura já instalou 217 novos abrigos de transporte coletivo e iniciou a instalação do primeiro lote de mais 500 – investimento de R$ 2.121.845,00 (recurso do Projeto de Mobilidade Urbana), que estava travado desde 2012.

Com a ação, Campo Grande terá um aumento de 40% no número de abrigos cobertos. Os primeiros novos abrigos, com 7 metros quadrados de área construída e acessibilidade.

O diretor presidente da Agetran, Janine de Lima Bruno, ressaltou que nunca houve tanto investimento no transporte coletivo urbano na Capital. E lembrou que a Prefeitura também está reformando os terminais.

“Pela primeira vez, após muitos anos, vamos fazer uma reforma de terminais. Uma reforma pra valer! Já vamos iniciar as obras dos três primeiros terminais: Julio de Castilho, Bandeirantes e Guaicurus. E já abrimos a licitação para os outros terminais”, disse.

O investimento previsto para os demais terminais é de R$ 3.117.259.73, em dois lotes de obras. O lote 1, no valor de R$ 2.242.090,42,  abrangerá  as intervenções nos terminais Aero Rancho, General Osório e Nova Bahia  e outro de R$ 804.969,81, é referente às adequações nos  pontos de integração Hércules Maymone, Moreninha e Terminal  Morenão.

O projeto, que contemplará também os terminais Bandeirantes, Guaicurus e Julio de Castilho objeto da primeira licitação, inclui a reforma dos banheiros, instalação de bebedouros, revisão das instalações elétricas, hidráulicas, plano de segurança contra incêndio e pânico, cobertura e reforço do piso rígido do pátio. Também está prevista a pintura geral, troca dos bancos, sala para descanso dos funcionários, área para estacionamento de bicicleta com 44 vagas.

O presidente do Consórcio Guaicurus, João Rezende, lembrou que já são R$ 16,5 milhões de investimento, e para o próximo ano renovará ainda mais.

“É a ferramenta que o Consórcio utiliza, e o cliente espera por isso. Nós acreditamos que estamos melhorando. São 35 ônibus, 15 microônibus e mais 20. Toda essa frota acompanha o que tem de mais moderno no país. O micro vai atender algumas ruas, como por exemplo, a Bom Pastor, que comporta melhor este ônibus, pois dificilmente trafega com veiculo maior”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui