Começa pavimentação do último trecho da ligação do Rita Vieira com o Macronel

A Prefeitura de Campo Grande iniciou nesta segunda-feira (23) a pavimentação dos últimos 400 metros (800 metros somando na extensão das duas pistas) da Rua Novo Estado, ligação viária do Bairro Rita Vieira (pela Avenida Rita Vieira), com a Avenida Três Barras e o macroanel na altura do Jardim Itamaracá.

A obra, que estava parada, foi retomada em outubro. Foram feitas 308 viagens de caminhões ou 6.700 metros de aterro, para elevar ao nível dos antigos trilhos do trecho onde foi feita o travessão sobre o córrego. A nova via, que integra o Complexo Bálsamo, foi planejada há 10 anos para que parte do ônibus interurbanos (as linhas que entram e saem da cidade pelas saídas para Cuiabá e São Paulo) não precisem passar pelo centro da cidade para chegar à estação rodoviária. Os ônibus poderão entrar na Nova Estado, seguirão pela Avenida Rita Vieira, ruas Victor Meireles, Brigadeiro Thiago e Desembargadora Marisa Lúcia Fortes.

Com a conclusão da Rua Novo Estado, de acordo com técnicos da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito ), se abre uma alternativa de acesso aos bairros localizados na saída para São Paulo para quem está na Avenida Três Barras.

Terminados os 400 metros que faltam para a nova via chegar à Avenida Três Barras, será concluído o prolongamento da Avenida Rita Vieira até se encontrar com a Avenida Guaicurus. O prolongamento da Avenida Rita Vieira é o trecho inicial do novo acesso às Moreninhas, obra que o Governo do Estado vai executar e já na fase de contratação do projeto executivo por parte da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisep).

Segundo o secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rudi Fiorese, o investimento previsto é de R$ 3 milhões para executar 3 km de pavimentação nas avenidas de duas pistas, 800 metros na Novo Estado e 2.200 metros na Rita Vieira que já está aberta até a altura da Rua Mariza Andrade Ribeiro.

A Águas Guariroba, concessionária do serviço de água e esgoto, vai investir R$ 2,2 milhões no remanejamento para o canteiro central da adutora que hoje está no traçado da segunda pista da avenida. Esta adutora leva para os centros de reservação a água captada no Lajeado, manancial localizado às margens do macroanel.

Projeto Bálsamo

O Parque Linear do Balsamo é um projeto de 2012, orçado em R$ 55,1 milhões. Prevê a abertura de uma ligação viária de 6 quilômetros entre o anel rodoviário (no Jardim Itamaracá) e a Avenida Guaicurus, nas proximidades do Museu José Antônio Pereira. Foi necessário o reassentamento de 116 famílias em áreas insalubre, aberto o prolongamento da Rua Victor Meirelles e o acesso ao terminal rodoviário.