Combate ao mosquito Aedes Aegypti é reforçado em bairros com fumacê

O combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chykungunia, será reforçado nesta quarta-feira (09) em nove bairros com o serviço de borrifação ultra baixo volume (UBV) – mais conhecido como Fumacê.As equipes estarão, das 16h às 22h, nos bairros: Alves Pereira, Carlota, Centro-Oeste, Estrela Dalva, Jardim Paulista, Nova Lima, Novos Estados, Pioneiros e Vilas Boas.

Para uma maior eficácia do inseticida, é necessário que o morador abra portas e janelas, assim o veneno consegue atingir os locais onde há maior probabilidade de estarem os mosquitos. 

Em caso de chuva ou fortes ventos na região em que as equipes estão programadas a passar, não será possível executar o serviço. 

O inseticida atinge os mosquitos adultos, preferencialmente as fêmeas, que são as transmissoras das doenças. Ainda assim é possível que outras espécies sejam atingidas e, por isso, é necessária uma aplicação criteriosa do veneno. 

Na luta contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chykungunia, o serviço de borrifação ultra baixo volume (UBV) – mais conhecido como Fumacê – irá passar por doze bairros de Campo Grande nessa quinta-feira (10). Haverá um veículo da Coordenadoria de Controle e de Endemias Vetoriais (CCEV) da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) circulando nas ruas de cada bairro, seguindo por ruas já pré-estabelecidas. 

As equipes estarão nos bairros: 

  • Aero Rancho,  
  • Jardim Centenário,  
  • Jardim Caiobá 
  • Chácara Cachoeira,  
  • Vila Glória,  
  • Lageado 
  • Maria Aparecida Pedrossian 
  • Monte Castelo,  
  • Moreninhas,  
  • Nova Campo Grande,  
  • Nova Lima,  
  • Rita Vieira,  
  • Santa Fé,  
  • Vila Sobrinho,  
  • Taquarussu 
  • Tiradentes e  
  • Universitário. 

Para uma maior eficácia do inseticida, é necessário que o morador abra portas e janelas, assim o veneno consegue atingir os locais onde há maior probabilidade de estarem os mosquitos. 

Os veículos começarão a fazer a borrifação às 16h, e seguirão até 22h, já tendo um cronograma previamente estabelecido. Em caso de chuva ou fortes ventos na região em que as equipes estão programadas a passar, não será possível executar o serviço. 

O inseticida atinge os mosquitos adultos, preferencialmente as fêmeas, que são as transmissoras das doenças. Ainda assim é possível que outras espécies sejam atingidas e, por isso, é necessária uma aplicação criteriosa do veneno.