COM REFORMA, BASE DESCENTRALIZADA DO SAMU ATENDE PADRÃO NACIONAL E TRAZ MAIS SEGURANÇA E COMODIDADE AOS SERVIDORES

O prefeito Marquinhos Trad entregou nesta quinta-feira (30), a reforma da base descentralizada Unidade de Suporte Avançado (USA1 – Sesau) do Serviço Móvel de Urgência (SAMU) Regional Campo Grande. Além de cumprir as exigências do Ministério da Saúde, as adequações trazem mais segurança e comodidade aos servidores e beneficia diretamente o serviço e o atendimento à população. O investimento foi de aproximadamente 55,8 mil.

“Estamos buscando cumprir o nosso compromisso que é cuidar das pessoas. Uma melhor estrutura para os servidores que também vai beneficiar a população atendida por eles. Esse é o resultado do trabalho e esforço conjunto da gestão, que coloca a nossa cidade como referência na área da Saúde”, destaca o prefeito.

A base descentralizada da Unidade de Suporte Avançado USA1 – SESAU é a primeira a receber as obras de adequações conforme estabelecido pelo projeto arquitetônico de bases descentralizadas do Ministério da Saúde, e faz parte de uma programação para atender todas as demais bases do serviço, adequando os espaços utilizados pelos servidores (repousos, banheiros, copa, almoxarifado e expurgo),  bem como o espaço destinado à ambulância contemplando estacionamento com cobertura, área de limpeza e entrada e saída dos veículos devidamente sinalizada.

Para o coordenador do SAMU, Ricardo Rapassi, a adequação do espaço é mais uma das conquistas obtidas pelo serviço nos últimos anos, que voltou a ser motivo de orgulho.

“O momento é de extrema satisfação  porque o SAMU voltou a ser referência. Antes tínhamos até receio de falarmos que erámos do serviço, frente aos inúmeros problemas existentes. Poucas viaturas rodando e, em sua maioria, com problemas de manutenção. Hoje temos 100% da nossa frota renovada, com 14 viaturas operacionais, além das reservas. E essa reforma é mais uma destas conquistas. Os servidores terão um ambiente mais adequado que cumpre todas as exigências estabelecidas pelo Ministério da Saúde”, disse.

O coordenador lembra ainda que antes a viatura não entrava na base e ficava exposta ao sol e chuva o que, consequentemente, gera maior desgaste. “Agora não teremos mais problemas neste sentido, considerando que a cobertura foi refeita para abrigar de forma correta a viatura”, complementa.

A expectativa é de que até o fim do ano a reforma de mais uma base descentraliza do SAMU, localizada na UPA Universitário, seja entregue e a terceira, na UPA Coronel Antonino, no próximo ano.

O secretário municipal de Saúde, José Mauro Filho, lembra que além do benefício direto ao serviço, a adequação garante a manutenção do serviço e recursos junto ao Ministério da Saúde.

Ele destaca que somente nos últimos quatro anos, Campo Grande conseguiu um aporte de R$ 60 milhões com a habilitação de inúmeros serviços.

“Adequações como esta são fundamentais para que a gente consiga receber recursos e manter o serviço e pleno funcionamento. Ganha o Município e a população que é diretamente beneficiada através do atendimento prestado. O SAMU, por exemplo, teve um papel muito importante durante a pandemia no atendimento e transporte de pacientes graves acometidos pela doença”, diz.

Conforme o secretário,  existem alguns projetos futuros importantes em andamento, como o transporte aero médico e transporte eletivo de pacientes.

“O nosso primeiro desafio foi conseguir renovar a frota e manter as viaturas rodando. Agora nós estamos pensando em avançar ainda mais em benefício da nossa população”, finaliza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui