Com R$ 37 milhões em caixa, Egelte faz acordo e deve terminar Aquário

Governo diz ter recursos para finalizar obra

A empreiteira Egelte Engenharia, que ganhou a licitação para construir o Aquário do Pantanal, deve voltar ao canteiro de obras do empreendimento, segundo anunciou o secretário de Infraestrutura do governo Marcelo Miglioli nesta quarta-feira (25).

De acordo com o secretário, a empresa concordou voltar ‘sem pedir nada em troca’ e deve assinar um acordo até o final desta semana. “Pediram que a gente deixe bem transparente e nós queremos isso, o que vai ser obrigação de cada um nesse processo”. Com isso, resta ainda o impasse sobre como pagar à empreiteira, já que o limite de aditivos da obra previsto pela Lei das Licitações, de até 25%, já foi realizado.

“Vamos procurar agora a Justiça para mostrar que conseguimos um acordo com a empresa e temos dinheiro em caixa para finalizar a obra, para então encontrarmos uma solução para entregar o Aquário pronto”, explicou.

Valores

O contrato inicial com a construtora Egelte Engenharia previa investimento de R$ 84 milhões, mas a obra já consumiu R$ 230 milhões e o custo já foi aditivado em 25%, o máximo permitido pela legislação.

No início do ano, o governo revelou ter R$ 18 milhões em caixa para investir na obra. A ideia era diminuir custos, nem que o projeto original da obra fosse revisto, deixando parte da proposta para depois.

Em setembro, Reinaldo afirmou ter uma nova planilha que apontava necessidade de R$ 37 milhões para terminar. “Nós temos este recurso disponível, mas estamos conversando com órgãos para achar uma equação”, explicou à época.