19.8 C
Campo Grande
terça-feira, maio 21, 2024

Com 4 módulos, professores da educação infantil da Reme discutem sobre psicologia histórica e cultural

Professores, coordenadores e diretores da Reme (Rede Municipal de Ensino) de Campo Grande, inscritos no curso “Vigotski e a Educação Infantil”, discutem durante o ano sobre os pressupostos teóricos da psicologia histórica e cultural com o aspecto metodológico do trabalho de clássicos.

O curso teve início na noite de ontem (5), no plenarinho da Prefeitura de Campo Grande, com a presença de 90 inscritos. Além destes, há mais 42 profissionais da área na espera para participarem do curso.

Segundo a chefe da Divisão Educação Infantil da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Leusa de Melo, o curso é de 80 horas, com quatro módulos durante o ano. “Nós vamos ter aula quarta e quinta-feira, além de três dias na semana que vem. Depois a gente volta em junho, setembro e novembro. A ideia é aprofundar e fazer uma articulação dos pressupostos teóricos da psicologia histórica e cultural com o aspecto metodológico do trabalho de clássicos, com professores, coordenadores e diretores que se inscreveram no curso”.

O curso é desenvolvido em parceria com a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), sendo a primeira vez a ter o tema trabalhado com a equipe técnico-pedagógica.

De acordo com o professor de Artes Visuais e pesquisador, Paulo Duarte Paes, a formação continuada de professores é fundamental para a qualidade do ensino e vai impactar diretamente no aluno. “E também tem uma outra importância, que nós fazemos pesquisa na universidade, é importante que essas pesquisas tenham um fluxo para chegar até quem realmente precisa delas, se não elas ficam dentro do próprio sistema acadêmico e perde o sentido da realização da pesquisa”.

A coordenadora dos grupos 4 e 5 da Escola Municipal Hilda de Souza Ferreira, Maria Mara Miranda Rodrigues, disse que falar sobre Vigotski não é uma coisa muito simples. “É um momento em que a gente aprende um pouco mais e ele voltado para a educação infantil é melhor ainda, né? Porque a gente tem ali todo um trabalho da rede, um trabalho sistematizado que enfoca sobre a importância da educação infantil, que é a primeira etapa de ensino”.

Já Carolina Marcial de Lima Martinez, que é professora do grupo 5 na Escola Municipal Professora Gonçalina Faustina de Oliveira, acredita que a discussão em torno do tema trará importante contribuição para a evolução dos alunos. “Eu acho que dentro da temática voltada para a educação infantil, falar de Vigotski não é tão simples. Mas, quando a temática aborda a educação infantil, e trazer ele com esse foco na educação infantil, eu acredito que tem muito a contribuir. Vai ser um momento de reflexão para que a gente possa estar fazendo as alterações necessárias dentro, primeiramente, daquilo que eu acredito, para então poder estar levando para a sala de aula”.

Vigotski

Vigotski é um teórico russo que desenvolveu uma teoria sobre desenvolvimento humano, numa abordagem histórica e cultural, e ele é uma presença hoje muito estudada na educação, porque trata de questões importantes para o cotidiano da escola.

FonteAgência Municipal de Campo Grande