Chamada em longa espera com Jesus, “não” de Carvalhal e Berizzo: Atlético-MG volta à estaca zero por técnico

Esse foi um trecho da nota oficial do Galo, publicada na última semana, se posicionando sobre a busca por um novo treinador. A “próxima semana” já virou esta. “O final da próxima semana” já é daqui a três dias. Na próxima segunda-feira, o elenco profissional se reapresenta para iniciar a pré-temporada 2022. E a busca pelo novo comandante, nas últimas horas, voltou à estaca zero.

O discurso sempre foi de “trabalhar com ao menos cinco opções”, mas os esforços iniciais foram todos direcionados a Jorge Jesus. O português ouviu o Galo. Se reuniu com o clube, conversou. Pediu dias para descansar no meio da negociação. Depois, aconselhado a recusar, pediu tempo para pensar, antes mesmo de discutir detalhes contratuais.

Jorge Jesus foi o primeiro técnico sondado pelo Galo, mas conversas estão paradas — Foto: Getty Images

Jorge Jesus foi o primeiro técnico sondado pelo Galo, mas conversas estão paradas — Foto: Getty Images

Internamente, no Atlético, há quem dê a conversa como encerrada, mas há também quem diga que a possibilidade ainda existe – a diferença se dá por percepções distintas, já que não houve retomada do diálogo direto com o português nos últimos dias.

Carlos Carvalhal, técnico do Braga que está na mira do Atlético-MG — Foto: Divulgação

Carlos Carvalhal, técnico do Braga que está na mira do Atlético-MG — Foto: Divulgação

O foco passou a ser outro português. As conversas com Carlos Carvalhal avançaram bem, mas por pouco tempo. O treinador do Braga alegou que um dos seus “adjuntos” (auxiliares) não poderia viajar ao Brasil. Optou por cumprir o contrato – que vai até o meio do ano – no atual clube. Essa conversa dificilmente será retomada.

O leque se abriu para outros mercados. O argentino Eduardo Berizzo entrou em pauta. Mas tão logo virou opção, deixou de ser. O ex-comandante da seleção do Paraguai, mesmo desempregado, disse ‘não’ ao convite atleticano. Quem também disse ‘não’ ao Galo, mas há um ano, foi Renato Gaúcho. Também por isso, segue fora dos planos neste momento.

Eduardo Berizzo também negou o convite do Atlético-MG — Foto: Getty Images

Eduardo Berizzo também negou o convite do Atlético-MG — Foto: Getty Images

“Voltamos à estaca zero. No momento, nada adiantado, com ninguém”, disse uma fonte ao ge logo após a recusa de Berizzo. Questionada sobre um possível incômodo com a demora, disse que a montagem do elenco (passando pelo novo treinador) não é algo que preocupa, já que as contratações serão pontuais, e a base foi mantida. De toda forma, admitiu: a expectativa é por uma resolução definitiva o mais breve possível. As incansáveis especulações, inevitáveis num cenário de incertezas, já incomodam.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui