Carlos Menem tirava onda na Argentina com uma Ferrari 348 dada de “presente” por empresário

Carlos Menem morreu como símbolo da Argentina dos anos 90. Governante argentino entre os anos de 1989 e 1999, o ex-presidente colecionou polêmicas. Nenhuma delas é mais importante para os fãs de automóveis quanto o caso da famosa Ferrari 348tb.

O modelo pertencia ao político, mas sua origem era duvidosa. O esportivo foi dado de presente por Massimo Lago, empresário italiano que tinha um grande interesse em entrar no mercado argentino. Um regalito.

As leis que passaram a considerar esse tipo de presentinho como algo antiético e vedado aos funcionários públicos entraram em vigor em 1999. Justamente o ano em que Menem saiu do poder, vejam só.

O ex-presidente não tinha vergonha de dizer que a Ferrari “es mía, mía”. Na mesma época, o presidente Fernando Collor dirigiu uma F40 e logo o boato de que ele teria recebido o superesportivo de presente surgiu. Culpa do Menem? Seja como for, foi apenas boato. O carro que ajudou a depor ele foi bem mais simples: uma Elba, perua também fabricada pelo grupo Fiat.

O motivo de orgulho e a cara de pau eram até curiosos diante da história do modelo 348. Substituta da 328, a Ferrari era bem menos querida que suas antecessoras. O próprio presidente da marca, Luca di Montezemolo, classificou o carro de uma maneira nada elogiosa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui