Bolsonaro: “Não tenho dado motivo para a PF ir atrás dos meus ministros”

Logo após assumir que "acabou com a Lava Jato", Bolsonaro diz que não dá motivos para a PF investigar o seu governo

'Acabei com a Lava Jato, porque não há mais corrupção no governo', diz Bolsonaro (Foto: Marina Cardoso)

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), declarou que “não tem dado motivo para a PF [Polícia Federal] ir atrás de seus ministros”. A afirmação surge um dia depois de Bolsonaro anunciar que vai acabar com a operação Lava Jato alegando não haver corrupção no seu governo .

Bolsonaro defende a tese que a PF não investiga os seus ministros porque problemas relacionados à corrupção teriam desaparecido do governo federal em razão do critério de escolha dos ministros.

Bolsonaro defende a tese que a PF não investiga os seus ministros porque problemas relacionados à corrupção teriam desaparecido do governo federal em razão do critério de escolha dos ministros.

O presidente, que possui aliança com o Centrão , alega ter escolhido o seu corpo ministerial de acordo com parâmetros técnicos, e não políticos, como teria ocorrido em governos anteriores. O ministro das Comunicações, Fábio Faria (PSD), é um dos nomes do centrão no primeiro escalão do governo e em um ministério recriado após Bolsonaro selar coalizão com o bloco.

“É um orgulho, uma satisfação que eu tenho de dizer a essa imprensa maravilhosa nossa, que eu não quero acabar com a Lava Jato … Eu acabei com a Lava Jato, porque não tem mais corrupção no governo”, declarou  Bolsonaro , que foi aplaudido por autoridades presentes no local enquanto ele discursava. “Eu sei que isso não é virtude, é obrigação. Para nós, fazemos um governo de peito aberto”, complementou.