Bolsonaro entra em avião para cumprimentar passageiros, é xingado e diz que quem o hostilizou devia andar de jegue

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi vaiado e xingado ao entrar em um avião para cumprimentar passageiros nesta sexta-feira (11) no aeroporto de Vitória, no Espírito Santo.

O presidente foi ao estado para uma cerimônia de entrega de casas populares.

Ao chegar ao aeroporto de Vitória, Bolsonaro entrou em um avião da Azul prestes a decolar para Campinas. Um vídeo gravado por uma passageira permite ouvir ao menos três pessoas aos gritos de “Fora, fora, fora Bolsonaro” e “genocida”. Veja abaixo:

Bolsonaro divulgou um vídeo, feito por um outro ângulo, em que apoiadores do presidente tiram fotos com ele e o chamam de “mito”. O vídeo foi compartilhado nas redes sociais do presidente e pelo site bolsonarista “Foco do Brasil”.

Ao ouvir os xingamentos do fundo do avião, Bolsonaro debochou dos passageiros que o criticavam: “Quem fala ‘fora, Bolsonaro’ devia estar viajando de jegue”. Veja abaixo:

A Azul não se manifestou.

A concessionária Zurich Airport, que administra o aeroporto, informou que “a visita do Presidente da República, bem como o trajeto da visita, é uma operação mantida em sigilo por questões de segurança”. Em nota, a empresa prossegue: “O Aeroporto de Vitória se preparou para receber o presidente Jair Bolsonaro, mapeando diferentes cenários e dispondo da estrutura para a recepção. A segurança do Presidente é de responsabilidade do GSI. Com relação ao fato mencionado, não houve impacto na operação do aeroporto”.

Visita ao Espírito Santo

 

Bolsonaro chega ao ES para primeira visita ao estado desde o início do governo — Foto: Reprodução/TV Gazeta

Bolsonaro chega ao ES para primeira visita ao estado desde o início do governo — Foto: Reprodução/TV Gazeta

O presidente chegou ao Aeroporto de Vitória por volta das 10h20. Ele tirou a máscara no aeroporto, o que não é permitido no estado por conta da pandemia da Covid-19.

Bolsonaro cumprimentou apoiadores na área externa do aeroporto e não falou com a imprensa. Parte dos apoiadores não usava máscara e estava aglomerada. Aglomerações estão proibidas no estado.

O presidente seguiu para São Mateus, no Norte do estado, onde participou de uma cerimônia de entrega de casas populares. Foram entregues 434 casas, onde vão morar 1.800 pessoas. O empreendimento custou R$ 36,4 milhões e demorou 11 anos para ser entregue. Durante a cerimônia, Bolsonaro fez o plantio de uma árvore.