Boletins de ocorrência revelam histórico de agressões na boate Villa Mix em SP

No domingo (5), uma das casas noturnas mais badaladas de São Paulo virou cenário de uma confusão. Uma jovem diz ter sido trancada numa sala do Villa Mix e espancada por cinco seguranças. O Fantástico teve acesso a outros boletins de ocorrência que revelam um histórico de agressões e pancadarias na boate.

Aberta em 2011, o Villa Mix de São Paulo é uma das baladas sertanejas mais concorridas da cidade. O relato da empresária Taynara Diniz é mais uma acusação de truculência por parte de seguranças da casa.

As amigas Brenda e Carol contam que, dois anos atrás, também foram agredidas por seguranças da balada. Ainda em 2017, a assistente administrativa Bianca Cutrale pensava em se divertir com dois amigos no Villa Mix, mas acabou a noite na delegacia. O boletim de ocorrência feito por Bianca e pelos amigos é um dos 15 registrados nos últimos sete anos que o Fantástico encontrou contra a casa noturna, a maioria, por lesão corporal. Quatro viraram inquéritos. A quantidade de registros de ocorrência chamou a atenção do Ministério Público de São Paulo.

Nesta semana, a empresa que detém os direitos da marca Villa Mix suspendeu a parceria com a casa noturna até que tudo seja esclarecido. O nome Villa Mix já foi retirado da fachada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui