Bellator 262: Ju Velasquez defende cinturão com vitória suada

A brasileira Juliana Velasquez teve sucesso em sua primeira defesa do cinturão peso-mosca no Bellator, mas foi por pouco. A lutadora da Team Nogueira venceu a desafiante holandesa Denise Kielholtz por decisão dividida (48-47, 47-48, 48-47) na luta principal do Bellator 262 desta sexta-feira, em Uncasville, Connecticut (EUA).

Juliana Velasquez posa com o cinturão do Bellator em imagem de divulgação publicada após a vitória sobre Denise Kielholtz — Foto: Reprodução/Twitter

Juliana Velasquez posa com o cinturão do Bellator em imagem de divulgação publicada após a vitória sobre Denise Kielholtz — Foto: Reprodução/Twitter

A brasileira surpreendeu ao lutar quase o tempo inteiro em pé contra a campeã mundial de kickboxing. Ex-seleção brasileira de judô, Velasquez tentou poucas quedas e só emplacou uma, na reta final do terceiro assalto. No entanto, a carioca controlou a distância na maior parte do combate, circulando pelo perímetro e usando de sua maior altura e envergadura para manter-se longe dos golpes de Kielholtz.

Os jabs fizeram a diferença para a campeã, que fez o nariz da holandesa sangrar e deixou o olho esquerdo da desafiante praticamente fechado. Ela também acertou alguns diretos simples e joelhadas no corpo. Kielholtz foi melhor no primeiro round, quando conseguiu encurtar a distância na reta final e acertar uma combinação dura, e no quinto, quando balançou Velasquez com um direto de direita e conectou bons cruzados. O quarto assalto foi o mais equilibrado, mas dois dos três juízes deram a vantagem para a brasileira.

– Acho que eu estava me encontrando no jab, não estava me encontrando muito no meu direto, mas luta é luta, o importante é que consegui parar o ímpeto dela. Nesta luta eu estava procurando quedar um pouco, mas não estava conseguindo encontrar o espaço para fazer isso. Eu consigo suportar a pressão, e isso que faz um campeão – disse Juliana após a vitória. Ela pediu para enfrentar Liz Carmouche, ex-desafiante ao cinturão do UFC, em seu próximo desafio.

Matheus Mattos faz bonito

 

Outros três brasileiros lutaram no card desta sexta-feira. Enquanto Dayana Silva e Ronny Markes sofreram nocautes, Matheus Mattos impôs um belo nocaute contra o americano Cee Jay Hamilton pelo peso-galo.

Matheus teve um knockdown logo no começo da luta com um cruzado de direita, mas Hamilton se recuperou rápido. O brasileiro teve ainda uma guilhotina em pé perigosa no round inicial. No segundo assalto, Mattos derrubou o americano de novo com uma combinação de direto no corpo, uppercut de direita e cruzado de esquerda. Desta vez, “Adamas” não desperdiçou a oportunidade e encerrou a luta com um nocaute técnico.

Dayana Silva fez luta dura contra a ex-campeão mundial de boxe Arlene Blencowe. A brasileira chegou a derrubar a australiana no segundo assalto e levou a decisão para o terceiro. Contudo, Blencowe acertou um bom cruzado de esquerda que balançou a brasileira, deu uma boa sequência e conseguiu o nocaute técnico em um minuto.

Ronny Markes, contudo, durou pouco mais de um minuto contra o surinamês Said Sowma. Said acertou um potente cruzado que derrubou o potiguar e seguiu com bons golpes no chão. Markes deu uma apagada, e o juiz rapidamente intercedeu, a 1m09s do primeiro round.

O coevento principal da noite teve uma pequena polêmica: Tyrell Fortune venceu Matt Mitrione após colocar o ex-UFC no chão e acertar muitas marretadas na cabeça. Porém, os dois colidiram cabeças acidentalmente quando Fortune entrou nas pernas para derrubar, e Mitrione reclamou muito com o juiz por não ter interrompido a luta. Ele também havia sofrido uma cabeçada em sua última luta, uma derrota para Tim Johnson. O resultado foi anotado como finalização, porque Mitrione bateu em desistência ao sofrer os golpes do adversário quando estava caído.

Confira os resultados completos do evento:

Bellator 266
16 de julho de 2021, em Uncasville (EUA)
CARD PRINCIPAL
Juliana Velasquez venceu Denise Kielholtz por decisão dividida (48-47, 47-48, 48-47)
Tyrell Fortune venceu Matt Mitrione por finalização a 1m45s do R1
Matheus Mattos venceu Cee Jay Hamilton por nocaute técnico a 1m33s do R2
Arlene Blencowe venceu Dayana Silva por nocaute técnico a 1m00s do R3
Johnny Eblen venceu Travis Davis por decisão unânime (30-27, 30-26, 30-26)
CARD PRELIMINAR
Said Sowma venceu Ronny Markes por nocaute a 1m09s do R1
Cody Law venceu Theodore Macuka por nocaute técnico a 1m54s do R1
Diana Avsaragova venceu Gabriella Gulfin por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)
Adil Benjilany venceu Johnny Soto por decisão unânime (triplo 29-28)
Charlie Campbell venceu Nick Giulietti por nocaute técnico a 1m30s do R2

FonteCombate