Bayern vive dias de turbulência antes da decisão contra o PSG

Quando os principais jogadores do time precisam vir a público pedir mais tranquilidade ao ambiente, é sinal de que o problema fugiu de controle. Esse é o cenário hoje no Bayern de Munique. Campeão de tudo em 2020 e visto como um dos grandes favoritos na Liga dos Campeões, o gigante alemão chega para o jogo de volta contra o Paris Saint-Germain em turbulência.

Bayern de Munique e PSG se enfrentam às 16h desta terça-feira, no Estádio Parque dos Príncipes. Você vai poder acompanhar a essa partida em Tempo Real no ge.

A razão para a atual crise tem nome e sobrenome. Ou melhor, dois nomes e sobrenomes. O diretor de futebol do Bayern, Hasan Salihamidžić, e o técnico Hans-Dieter Flick entraram em rota de colisão. Em entrevista ao jornal “Bild”, o ex-jogador Lotthar Matthäus declarou que os dois não têm mais condições de trabalharem juntos.

Não acho que isso possa ser resolvido, os dois pensam de forma muito diferente”.
— Matthäus, em entrevista ao Bild no sábado
Hasan Salihamidzic e Hansi Flick entraram em rota de colisão no Bayern de Munique — Foto: Sven Hoppe/picture alliance via Getty Images

Hasan Salihamidzic e Hansi Flick entraram em rota de colisão no Bayern de Munique — Foto: Sven Hoppe/picture alliance via Getty Images

Os motivos de divergência foram vários, como a montagem do elenco. Para a atual temporada, o Bayern trouxe nomes como os atacantes Leroy Sané e Douglas Costa, além do volante Marc Roca. Por outro lado, perdeu o meia Thiago Alcântara e não renovou os empréstimos de Philippe Coutinho e Ivan Perišić.

Olhando adiante, o clube não acertou as permanências de Jerôme Boateng e David Alaba. A direção usa como argumento as perdas financeiras de cerca de € 150 milhões por causa da pandemia. O técnico Hansi Flick externou a sua insatisfação.

— Estamos focados no nosso trabalho, que é o time. Sinto que eles são leais a mim. É uma equipe tão especial que merece que estejamos totalmente concentrados e calmos nessa fase da temporada. No ano passado, nós tínhamos um time de melhor qualidade. Todos sabem e concordam comigo, que era melhor do que o atual — declarou o treinador, em entrevista coletiva na sexta-feira.

Comparativo do desempenho do Bayern

Temporada Jogos Vitórias Empates Derrotas Aproveitamento Gols Pró Gols contra Média de gols por jogo
2020/21 41 30 7 4 78,8% 116 51 2,82
2019/20 54 45 4 5 85,8% 162 50 3

Foi nesse dia que o técnico disse que não responderia mais a perguntas sobre o seu futuro profissional. Flick tem contrato com o Bayern até 30 de junho de 2023, mas ele é um dos mais cotados para assumir a seleção da Alemanha depois da Eurocopa e da saída de Joachim Löw. Esse tema também gerou atrito com Salihamidžić. O clube já se posicionou sobre o assunto: não libera.

— Nós precisamos nos unir, trabalhar harmoniosamente, com lealdade e profissionalismo. Essa é a minha clara demanda para as lideranças esportivas. Foi isso o que sempre distinguiu o Bayern — afirmou o diretor geral do clube, Karl-Heinz Rummenigge, ao “Bild”.

Como de costume, Rummenigge acompanhou o empate deste sábado com o Union Berlin, ao lado do ex-presidente “Uli” Hoeneß e do atual, Herbert Hainer. Publicamente, a alta cúpula do Bayern de Munique vê o momento de tensão como “normal”, e considera que Flick e Salihamidžić são duas pessoas com opiniões “fortes”.

Alta cúpula do Bayern de Munique acompanha o jogo contra o Union Berlin, pela Bundesliga — Foto: Sven Hoppe/picture alliance via Getty Images

Alta cúpula do Bayern de Munique acompanha o jogo contra o Union Berlin, pela Bundesliga — Foto: Sven Hoppe/picture alliance via Getty Images

Mas a sequência de declarações e entrevistas pedindo união mostram a realidade: a direção está preocupada com o impacto dessa crise entre técnico e diretor de futebol no elenco.

Segundo o “Bild”, os jogadores presenciaram em março um bate-boca entre Flick e Salihamidžić em uma viagem de ônibus. O treinador teria até mandado o dirigente “calar a boca”. Lideranças do grupo tentam colocar panos quentes no assunto, sem esconder o desconforto gerado pela crise interna.

— Esse tópico (a permanência de Flick) não é tão grande para o time. De qualquer forma, tudo que vem de fora é obviamente desnecessário. Acredito que ele é o técnico certo para nós e ficaríamos felizes se as coisas continuassem assim — disse o goleiro e capitão Manuel Neuer.

O que está caindo sobre nós, que vem de fora, é completamente desnecessário”.
— Thomas Müller, no pós-jogo do empate com o Union Berlin

O embate Flick-Salihamidžić ganhou outros contornos após a derrota por 3 a 2 para o Paris Saint-Germain, em casa, na semana passada. O time alemão estava invicto há 19 jogos na Liga dos Campeões.

Para avançar, precisa vencer por dois gols de diferença ou fazer pelo menos quatro. O placar de 3 a 2 leva a disputa para a prorrogação.

A situação no Campeonato Alemão é bem mais tranquila. O Bayern lidera a Bundesliga com 65 pontos, cinco a mais do que o RB Leipzig, concorrente batido no último confronto direto. Faltam seis rodadas para o fim da competição.

Hans-Dieter Flick é cobiçado pela federação alemã para assumir a seleção principal — Foto: Getty Images

Hans-Dieter Flick é cobiçado pela federação alemã para assumir a seleção principal — Foto: Getty Images