Auxílio emergencial: ‘Eu acho que vai ter. Vai ter uma prorrogação’, diz Bolsonaro sobre benefício

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira que “acha” que haverá uma prorrogação do auxílio emergencial, mas não deu detalhes de valor ou de duração.

A declaração ocorreu durante entrevista à TV Band. Questionado sobre se haveria prorrogação do auxílio, Bolsonaro respondeu:

—Eu acho que vai ter. Vai ter uma prorrogação. Foram cinco meses de 600 reais e quatro meses de 300. O endividamento chegou na casa dos 300 bilhões. Isso tem um custo. O ideal é a economia voltar ao normal.

A fala de Bolsonaro ocorre no momento em que aumenta a pressão no Congresso pela extensão do benefício. Mais cedo, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), disse que uma solução para a nova rodada de repasses deve ser definida ainda nesta semana.

Pacheco também não deu detalhes sobre o modelo que seria construído, mas defendeu que o pagamento não seja condicionado à aprovação de medidas de ajuste fiscal. Na semana passada, o ministro da Economia, Paulo Guedes, admitiu a renovação do auxílio, mas pediu que o Legislativo aprovasse um Novo Marco Fiscal, com previsão de medidas de ajuste das contas públicas.