Atlético-MG busca feito realizado só uma vez na Libertadores: eliminar Boca e River na mesma edição

Foram pouco mais de 24 horas entre o pênalti de Everson e o segundo gol de Braian Romero diante do Argentinos Juniors. O Atlético-MG eliminou o Boca Juniors e soube que River Plate seria seu próximo adversário da Libertadores. Nesta quarta, às 21h30 (de Brasília), o Galo tem uma missão que só aconteceu uma vez em 61 anos: eliminar os gigantes argentinos na mesma edição do torneio.

Em 2016, o Independiente del Valle, do Equador, foi a grande surpresa da competição. Classificou-se junto com o Galo na fase de grupos. Com um time jovem e rápido, eliminou o River Plate nas oitavas (2×0 e 0x1), depois passou pelo Pumas, do México, nas quartas, e encontrou o Boca Juniors, na semi.

Duas vitórias, sendo a da volta emblemática: 3 a 2 na Bombonera. Porém, mesmo com o feito histórico, o clube equatoriano foi vice, perdendo para o Atlético Nacional, da Colômbia.

Monumental de Núñez vai receber o confronto entre River Plate e Atlético-MG — Foto: Staff Images/Conmebol

Monumental de Núñez vai receber o confronto entre River Plate e Atlético-MG — Foto: Staff Images/Conmebol