Argentina deixa estádio após mais de duas horas; jogadores são ouvidos pela PF e liberados

Após mais de duas horas nos vestiários da Neo Química Arena, a delegação da Argentina deixou o estádio rumo ao aeroporto, depois de a seleção ter jogado apenas os primeiros minutos da partida contra o Brasil, neste domingo, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022. A delegação brasileira saiu do estádio cerca de meia hora antes.

Agentes da Anvisa e da Polícia Federal entraram em campo para retirar quatro jogadores da Argentina durante o primeiro tempo da partida.

Após mais de duas horas nos vestiários da Neo Química Arena, a delegação da Argentina deixou o estádio rumo ao aeroporto, depois de a seleção ter jogado apenas os primeiros minutos da partida contra o Brasil, neste domingo, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022. A delegação brasileira saiu do estádio cerca de meia hora antes.

Agentes da Anvisa e da Polícia Federal entraram em campo para retirar quatro jogadores da Argentina durante o primeiro tempo da partida.

Os jogadores que não podiam ter entrado em campo são: o goleiro Emiliano Martinez, os meia Emiliano Buendia e Giovani Lo Celso e o zagueiro Cristian Romero. Os quatro atuam na Inglaterra e foram ameaçados pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) de deportação por descumprirem protocolos sanitários, mas mesmo assim seguiram para o jogo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui