Árbitro que desclassificou Djokovic explica motivo: “A juíza de linha se machucou”

A desclassificação de Novak Djokovic no último domingo no US Open segue dando o que falar. Desta vez, o próprio árbitro que decidiu pela punição do sérvio, Soeren Friemel, explicou o motivo pelo qual o número 1 do mundo teve uma pena tão pesada pela sua atitude em quadra. Segundo ele, apesar da bolada na juíza de linha não ter sido intencional, ela acabou sendo machucada, o que foi considerado Friemel e pelo supervisor Andreas Egli.

– O ponto dele (Djokovic) é que ele não acertou a juiz de linha intencionalmente. Ele disse “sim, eu estava nervoso, eu bati na bola, acertei a juíza, os fatos estão claros, mas não foi minha intenção. Eu não fiz de propósito, então não deveria ser desclassificado por isso”. Nós concordamos que ele não fez de propósito, mas os fatos continuam sendo que ele acertou a juiz de linha e ela claramente se machucou. Eu não acho que discutiríamos tanto se ele tivesse feito de propósito, mas aqui os dois fatores são levados em consideração – explicou Friemel.

Um caso parecido aconteceu há quase duas semanas durante o Masters 1000 de Cincinnati, disputado também no mesmo complexo do US Open. O esloveno Aljaz Bedene jogou uma bolinha para trás e acabou atingindo o operador de câmera, que estava atrás da quadra. Porém, nesse caso, o próprio cameraman explicou ao supervisor que não tinha se machucado e tinha sido um lance totalmente acidental. Assim, a decisão com Bedene foi por uma “advertência” dentro do jogo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui