Após desrespeitar isolamento, Bolsonaro culpa imprensa por aglomeração

Jair Bolsonaro culpou os jornalistas pela aglomeração formada no momento em que ele deixava uma farmácia de Brasília.

Violando as recomendações da Organização Mundial da Saúde e do próprio Ministério da Saúde,  Bolsonaro decidiu ir pessoalmente até uma farmácia depois que deixou o Hospital das Forças Armadas nesta sexta-feira (10).

“Retornando do Hospital das Forças Armadas parei para comprar medicamento na Drogaria Rosário”, escreveu Bolsonaro, acusando os profissionais pela aglomeração formada na saída do estabelecimento.

“Contrariando normas da Saúde os repórteres se aglomerararam (sic)”, completou.

Nesta quinta (9), Bolsonaro também quebrou o isolamento e foi até uma panificadora de Brasília. Ele disse que foi ao estabelecimento tomar um refrigerante.

Brasília/DF