Antetokounmpo faz 34 pontos, mas Raptors impõem quarta derrota seguida aos Bucks

A festa, ainda que restrita, parecia montada. Com 250 pessoas nas arquibancadas pela primeira vez na temporada, o Milwaukee Bucks queria se recuperar após a derrota para o Oklahoma City Thunder na última rodada. Mas o Toronto Raptors tinha o mesmo objetivo, depois da queda para o Minnesota Timberwolves. Apesar da força ofensiva de Giannis Antetokounmpo, a franquia canadense foi melhor durante quase todo o jogo e chegou à vitória por 124 a 113.

Fred VanVleet foi o grande nome do jogo de um Toronto muito forte na defesa, com 33 pontos e sete assistências. Pascal Siakam, com 23 pontos e 13 rebotes, foi o outro destaque. A nota ruim para os Raptors foi a saída de Kyle Lowry com uma torção no tornozelo direito. Pelos Bucks, Antetokounmpo marcou 34 pontos, dez rebotes e oito assistências. Mas não conseguiu impedir a derrota. Os dois times voltam a se enfrentar na próxima quinta-feira.

Público no ginásio

 

Nesta terça-feira, os Bucks permitiram público nas arquibancadas do ginásio pela primeira vez na temporada. Foram apenas 250 nesta noite, em presença limitada a familiares e amigos de jogadores e funcionários da franquia. A expectativa, porém, é que o número aumente para cerca de 1.800 já neste fim de semana. Após a primeira metade da temporada, no início de março, haverá uma avaliação para decidir se o número será aumentado para 25% da capacidade.

Milwaukee se torna apenas a 12ª cidade na NBA a permitir qualquer torcida, com a maioria das arenas permitindo cerca de 10% de sua capacidade atualmente. O maior percentual da liga pertence ao Houston Rockets, que está permitindo 25% do ginásio, ou aproximadamente 4.500 pessoas no prédio para jogos.

Torcedora acompanha a partida entre Bucks e Raptors — Foto: Stacy Revere/Getty Images

Torcedora acompanha a partida entre Bucks e Raptors — Foto: Stacy Revere/Getty Images

O jogo

O início teve o equilíbrio esperado. Raptors e Bucks, depois de uma rodada a ser esquecida no último domingo, tentaram acelerar a partida desde o início. Os visitantes, pelas mãos de Fred VanVleet e Kyle Lowrie, conseguiram abrir vantagem de cara. Mas os Bucks, que pareciam descalibrados no início, logo se recuperaram. No fim do primeiro quarto, tudo igual no placar: 33 a 33.

Um homem fez com que os Bucks disparassem logo no início do segundo quarto. Pat Connaughton saiu do banco e passou a desfilar bolas de três e tocos. Logo, a vantagem chegou a 12 pontos, com 50 a 38. Mas os Raptors voltaram à briga em um ritmo alucinante. Pascal Siakam, em uma cesta de três, fez a diferença cair para apenas um ponto (53 a 52). Também foi o camaronês que colocou o time canadense à frente pouco depois, com uma nova cesta de três, abrindo 57 a 55. Toronto perdeu Lowry já no fim do quarto com uma torção no pé direito. E perdeu, também, a vantagem. O Bucks conseguiram buscar e foram para o intervalo com tudo igual no placar: 64 a 64.

Fred VanVleet comandou os Raptors contra os Bucks — Foto: Stacy Revere/Getty Images

Fred VanVleet comandou os Raptors contra os Bucks — Foto: Stacy Revere/Getty Images

Com Lowry de volta à quadra – mas fora uma vez mais no decorrer do tempo-, os Raptors abriram cinco pontos de vantagem logo de cara no terceiro quarto. Os Bucks, no embalo de Antetokounmpo, igualaram em 74 a 74. O jogo seguiu intenso. O time de Toronto voltou a abrir vantagem, mas os Bucks, uma vez mais, buscaram a diferença. Ainda assim, os Raptors fecharam o terceiro período na dianteira: 94 a 91.

Os Bucks conseguiram empatar em 96 a 96 logo no retorno à quadra. Mas o time da casa parecia fora de sintonia. Com decisões precipitadas, principalmente no ataque, Milwaukee viu VanVleet liderar os Raptors a mais uma boa vantagem, com 112 a 103 no placar. Os Bucks, após um pedido de tempo, conseguiu voltar ao jogo, fazendo a diferença cair para três pontos. Mas a reação parou por aí. Os Raptors voltaram a disparar e garantiram a vitória por 124 a 113.

Campanhas:
Raptors:
 13V, 15D (7° no Leste)
Bucks: 16V, 12D (3° no Leste)