Amarildo quer apresentação de comprovante de vacinação para entrar na ALMS

Pedido visa incentivar a imunização e evitar altos índices de contaminações

O deputado Amarildo do Cruz quer a apresentação de comprovante de vacinação contra a covid-19 para acesso às dependências da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALMS). Apresentado, nesta terça-feira, o pedido visa evitar altos índices de contaminações, já que quase 60% da população está completamente imunizada.

Conforme o deputado, a exigência do comprovante de vacinação possui dupla finalidade. Primeiro, o incentivo por meio do exemplo à vacinação da população e também a proteção da saúde dos servidores, parlamentares e daqueles que frequentam a Casa de Leis.

Nesta semana, Audiência Pública sobre a adoção do passaporte da vacina, em Campo Grande, ganhou repercussão nacional. Dado apresentado no debate, pela Secretaria Municipal de Saúde, mostra que 15% das pessoas que vivem na Capital não se vacinaram.

“Estes não podem colocar em risco a vida dos demais entrando no mesmo ambiente dos 85% que sabem da gravidade dessa pandemia. Está de parabéns o Governo, que é para isso, para enfrentar, senão para quê Governo? O secretário foi xingado, desrespeitado a todo o momento. Tinha uma turma ali que não estava interessada em discutir a vacinação, queriam apenas tumultuar. Se tivessem zelo à vida estariam atentos à fala do secretário que mais se destacou no combate à pandemia”, afirmou o deputado em audiência nesta terça-feira.

Adotado em vários países, o passaporte da vacina reduz a chances de contaminação e permite o controle da pandemia que, no Brasil, já dura quase dois anos. Mato Grosso do Sul está no primeiro lugar do País em imunização e é exemplo de controle da pandemia.